Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 26 Outubro 2020

Vitória Régia ou Vitória Amazônica, uma das mais lindas plantas aquáticas do mundo, da família das Ninfeáceas tem a folha de formato circular e mede até 1,80 m de diâmetro.

Urucu é uma árvore da família das Bixácea, urucu também denominada urucum, e pode atingir 5m de altura. É encontrada na floresta pluvial da Região Amazônica até a Bahia.

O Tucumã, fruto de uma palmeira amazônica, de polpa grudenta e fibrosa , segundo Chaves (1947) é riquíssima em vitamina A, tendo a vitamina 90 vezes mais que o abacate e 3 vezes superior a da cenoura, possuindo também alto teor de vitamina B (tiamina) e alto teor de vitamina C, rivalizando com os cítricos..

O taperebá, conhecido no Nordeste como cajá tem o tamanho idêntico ao de uma pequena ameixa.

Sauim-de-Manaus, ou sauim-de-coleira, é o único calitriquídeo na região de Manaus. Sua distribuição se estende a leste, chegando até a cidade de Itacoatiara, e a cerca de 40 quilômetros ao norte de Manaus.

Pupunha é uma palmeira multicaule da família das palmáceas, a mesma da carnaúba, do babaçu e do açaí.

A piramutaba é abundante na Calha do rio Solimoões (AM). É carnívora, alimentando-se de outros peixes menores. Costuma desovar em lugares rasos, em rios de água turva, onde há pouca incidência de peixes. 

Pacú é comumente encontrado nas Bacias Amazônicas, Araguaia- Tocantins e Prata.

Os óleos essenciais são compostos voláteis produzidos pelas plantas para a sua sobrevivência, pois são substâncias químicas que exercem as funções de defesa e de atração de polinizadores, além de inibir a ação de alguns herbívoros.

Muiraquitã é o nome dado pelos índios a pequenos amuletos trabalhados em forma de animal, geralmente representando sapos. São feitos de pedras de cor verde, ou de minerais como a nefrita.

Matrinxã é um peixe de água doce. Também conhecido popularmente como Jatuarana.

Conta a lenda, que à noite, um assobio agudo perturba o sono das pessoas e assusta as crianças, ocasião em que o dono da casa deve prometer tabaco ou fumo.

Vive nas florestas, savanas e pântanos das regiões tropicais. Nas Américas do Sul e Central habitam principalmente as florestas úmidas.

Conta-se que, no principal e decisivo confronto entre portugueses e franceses, travado em 19 de novembro de 1614, diante do Forte de Santa Maria de Guaxenduba, já se tornava evidente a derrota dos lusitanos, por sua inferioridade numérica em homens, armas e munições.

Lenda dos rios Xingu e Amazonas

Há muitos anos, moravam na selva amazônica dois noivos apaixonados que sonhavam ser um casal. Ela vestia-se de prata e seu nome era Lua. Ele vestia-se de ouro e o seu nome era Sol. Lua era a dona da noite e Sol era dono do dia.

Pirarucu era um índio que pertencia à tribo dos Uaiás. Era um bravo guerreiro, mas tinha um coração perverso, mesmo sendo filho de Pindarô, um homem de bom coração, chefe da tribo.

Os índios Macuxi contam que antigamente, no local onde hoje existe o Monte Roraima, existiam apenas terras baixas e alagadiças, cheias de igapó.

Os caboclos contam que dentro da floresta vive o Mapinguari, um gigante peludo com um olho na testa e a boca no umbigo.

Um casal de índios pertencente a tribo Maués pediu a Tupã para dar a eles uma criança para completar suas vidas. Tupã atendeu o desejo dando a eles um lindo menino.