Manaus 30º • Nublado
Domingo, 19 Setembro 2021

De origem indígena, a maniçoba é um dos mais tradicionais pratos nortistas e ficou conhecida como a feijoada paraense

O açaí floresce quase o ano inteiro, porém predominando de setembro a janeiro

Considerada uma das mais belas palmeiras brasileiras, ideal para o paisagismo de grandes espaços e terrenos úmidos ou brejosos 

O Ver-o-peso vende de tudo: verduras e frutas variadíssimas, farinhas de todos os tipos, camarões e peixes secos, artesanato, entre outros 

A maioria dos frutos amadurece em março-junho

Um dos peixes mais apreciados da região amazônica, o tambaqui é o segundo maior peixe de escamas no Brasil

A Arena da Amazônia é um espaço multiuso que pode receber jogos de futebol, shows, eventos, feiras e visitações 

A Igreja de Nazaré, atual santuário, foi projetada em Gênova, em 1909, pelo arquiteto italiano Gino Coppedè e pelo engenheiro Giuseppe Predasso

Conhecido como peixe elétrico da Amazônia, o poraquê é um peixe capaz de matar um cavalo com um choque de 500 volts

O tucunaré é muito valorizado na pesca esportiva na região amazônica por conta da dificuldade encontrada para capturá-lo

Sauim-de-Manaus, ou sauim-de-coleira, é o único calitriquídeo na região de Manaus. Sua distribuição se estende a leste, chegando até a cidade de Itacoatiara, e a cerca de 40 quilômetros ao norte de Manaus.

 Após sucessivos massacres e a expansão das frentes extrativistas, os Juma se viram reduzidos a apenas quatro indivíduos

Criado em janeiro de 2009, o Museu da Amazônia (Musa) ocupa 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia  (INPA), em Manaus. Uma área de floresta de terra firme, nativa, que há mais de 60 anos vem sendo estudada com paixão. Os resultados dessas pesquisas, reunidos em catálogos sobre temas como plantas, pássaros e rãs, contam o que o Musa quer mostrar ao visitante.

Museu tem a missão catalogar e analisar a diversidade biológica e sociocultural da região amazônica

Palácio é um dos marcos do projeto de modernidade da capital acreana

Espaço, que por mais de cem anos quartel da Polícia Militar do Amazonas, hoje é um patrimônio tombado

 Espaço abriga ações museológicas de pesquisa e preservação, relacionando o saber científico com o saber popular dos povos amazônicos

A mangarataia é uma das plantas mais utilizadas na medicina tradicional amazônica

O maracá é o instrumento musical mais difundido entre as comunidades indígenas no Brasil

Exímios na confecção de cestaria de arumã, os Baniwa são um dos principais povos indígenas da Amazônia Ocidental