Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 23 Outubro 2020

Ludmilla finge ser outra pessoa com medo de assalto; web critica a cantora

Ludmilla finge ser outra pessoa com medo de assalto; web critica a cantora
O ano pode até estar no final, mas as polêmicas estão longe de acabar. Desta vez, quem protagonizou uma cena daquelas foi Ludmilla. Na última segunda feira (26), um vídeo da funkeira se passando por outra pessoa em uma praia do Rio de Janeiro, no Vidigal, começou a circular nas redes sociais. A cantora, que estava acompanhada de alguns amigos foi abordada por supostos fãs e afirmou que não se chamava Ludmilla e sim Kátia.

A interprete da canção "Bom", foi bastante criticada nas redes sociais, recebendo até alguns xingamentos, mas a cantora resolveu entrar na brincadeira dos memes e mudou seu nome para "A Kátia sou eu", em alusão a sua nova canção de trabalho "A Danada sou eu", e compartilhou um vídeo no seu Facebook explicando o motivo de ter se passado por outra pessoa.


Foto: Reprodução/Instagram

"Vou falar o que aconteceu hoje e porquê eu falei que meu nome era Kátia. Eu estava no hotel Sheraton e ali tem uma praia privada. Aí eu desci para a praia privada. Quando eu cheguei lá, não tinha ninguém. A praia estava vazia. (...) Chegaram uns meninos mal encarados perto da gente e falaram assim (...): ‘Se for a Ludmilla, vamos fazer arrastão, hein!’. Eu estava com um cordão de ouro e que estava escrito o meu nome, Ludmilla. Eu fiquei com medo."

"(...)Quando o menino chegou perto de mim e pediu para tirar uma foto comigo... Antes de ele gravar, eu já tinha falado que meu nome era Kátia porque eu fiquei com medo dele e de mais outros meninos que estavam falando que iam fazer um arrastão comigo. Eu fiquei com medo deles (...)"




A atitude de Ludmilla, ou melhor, Kátia, não agradou nem um pouco os moradores do Vidigal, que repudiaram a ação em uma página voltada para os moradores da região, "Parceiros do Vidiga". Saiba mais no iBahia.

"A Prainha do Vidigal sempre foi um exemplo de cidadania desde muitos anos. Lá, você pode deixar suas coisas na canga e passar horas no mar (...) O que a cantora Ludmilla falou em arrastão e assalto na Prainha é puro blefe, maneira de se autodefender de uma situação que todos que a conhecem de verdade sabem o verdadeiro motivo (...) Denegrir a imagem da praia e achar que ali só tem ladrão, você está superenganada. Continua com Kátia, porque como Ludmilla você já esqueceu que está pisando na Terra. A comunidade pode não ter 5 milhões de alucinados que gostam de você e a admira nas suas redes sociais, mas tem uma voz constante na qual eles também podem se defender (...). 

Veja mais notícias sobre Famosos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 23 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/