Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 02 Abril 2020

Produção sustentável do cacau é destaque em Festival no Pará

Produção sustentável do cacau é destaque em Festival no Pará
Um pedaço da floresta no coração de Belém. Formada por 39 ilhas, a região insular da capital é conhecida não só pelo potencial turístico, mas também por permitir aos pequenos empreendedores do local uma produção sustentável respeitando o meio ambiente onde vivem. É o caso da ilha do Combu, onde Izete Costa, conhecida como Dona Nena, se destaca na produção de cacau orgânico da região.
Foto:Alex Ribeiro/Agência Pará
Conhecer o trabalho realizado pela microempreendedora foi o objetivo de uma visita realizada por nove jornalistas de veículos da imprensa nacional e internacional nesta sexta-feira (20). O grupo foi convidado pela organização do VI Festival Internacional do Chocolate e Cacau, que ocorre até o próximo domingo (22), no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.


Essa é a quarta vez que a microempreendedora participa do evento. Para 2019, as expectativas da produtora são as melhores: “O festival é muito importante para a gente, pela visibilidade que dá ao nosso trabalho. Isso é muito interessante e incentiva o trabalho de pequenos produtores do estado do Pará”, comemora.


A microempresária ressalta as qualidades do produto. “Além de ser livre de agrotóxicos, os cacaueiros do Combu têm um diferencial, como eles crescem na região de várzea, têm amêndoas menores, mas com muita polpa, por exemplo”.


A família inteira da produtora é envolvida na atividade, feita de forma artesanal, e também conta com o apoio de 11 funcionários que ajudam em todo o processamento do cacau, que dura em média 20 dias, da colheita até o produto final.
Foto:Alex Ribeiro/Agência Pará

No período de safra, que vai de dezembro a junho, a produção chega até 300 quilos de cacau por mês e, para acompanhar esse desenvolvimento e melhorar a produção, ela conta com orientações de técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) desde 2015.


Filha do Combu


Há 13 anos, a Casa do Chocolate Filha do Combu começou a vender os produtos feitos com cacau orgânico. Atualmente, o espaço tem uma variedade de 15 produtos, entre bombons de chocolate, barras e licores. “Além do cacau, a gente trabalha essa biodiversidade que a floresta nos dá, como cupuaçu, açaí, pupunha. Muitos desses ingredientes nós estamos agregando ao chocolate também”, contou Dona Nena.


Visita


O Festival começou nesta quinta-feira (19), quando os jornalistas fizeram uma visita ao centro histórico de Belém. Nesta sexta, os profissionais puderam conhecer de perto a produção do cacau orgânico. "A experiência está sendo incrível. É a primeira vez que estou vindo à Belém e estou bem feliz em ver o exemplo do trabalho da Dona Nena, que mostra que é possível produzir respeitando a natureza e a floresta", disse o jornalista Pedro Fonseca, de São Paulo.


Jorge Alegria veio de Portugal e é diretor de uma revista especializada em economia no país. É a terceira vez que ele vem acompanhar a feira, mas a primeira que visita o Combu. “Os produtores das ilhas conseguem ter uma capacidade de produção muito interessante, com muita qualidade, respeitando os valores naturais da ilha, do Pará e da Amazônia, gerando emprego por meio de sustentabilidade econômica”, destacou.


Para o representante da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Carlos Figueira, o passeio é uma oportunidade de fortalecer o turismo na região. “Além de poder apresentar o diferencial do chocolate paraense, o grupo pode conhecer também Belém e a região das ilhas in loco e, com isso, eles vão poder divulgar o potencial turístico que a capital paraense tem na imprensa nacional e internacional", destacou.
Foto:Alex Ribeiro/Agência Pará

O evento


O VI Festival Internacional do Cacau e Chocolate tem o propósito de abrir mercado para os produtos genuinamente paraenses e dar visibilidade às marcas locais, a fim de que o público paraense conheça e compreenda a importância de um produto como o cacau. O evento e a 18ª Exposição Flor Pará, que também ocorre no Hangar até domingo.


A iniciativa é uma realização do Governo do Pará, em parceria com a marca Chocolat Festival, por meio das secretarias de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), entre outros órgãos estaduais, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Pará.



Veja mais notícias sobre Inovação e Tecnologia.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 02 Abril 2020