Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 30 Setembro 2020

Workshops de fotografia destacam belezas naturais do Mato Grosso

Workshops de fotografia destacam belezas naturais do Mato Grosso
Em outubro e novembro, o Cristalino Lodge oferece dois programas especiais de fotografia. O primeiro, é o quarto Workshop de Fotografia de Aves na Amazônia, com o fotógrafo João Quental, que acontece de 30 de outubro a 4 de novembro. Já o  fotógrafo João Marcos Rosa conduzirá o Workshop Fotografia na Amazônia, de 8 a 13 de novembro. Em entrevista ao Portal Amazônia, os profissionais falam sobre a arte da fotografia e a beleza da região através das câmeras fotográficas. 
Os fotógrafos João Quental e João Rosas, respectivamente. Foto: Reprodução
Há 15 anos, o fotógrafo João Quental entrou para mercado de fotografia de aves. Segundo ele, o mercado é crescente no Brasil e já tem mais de 30 mil pessoas que praticam o hobby, mas o número ainda é inferior ao de países como os Estados Unidos e Canadá. "É algo que está crescendo no País, e a Amazônia ganha destaque neste cenário por causa do número diversificado de espécies, algumas ainda desconhecida. A ideia do workshop é trabalhar as principais dificuldades da fotografia de aves", destacou.

Amazonas, Pará, Tocantins, Acre, Mato Grosso, Rondônia, Roraima e Maranhão foram alguns dos estados da Amazônia que Quental já visitou. "O Amapá é o único que ainda não viajei, mas já marquei uma visita para conhecer a biodiversidade do Estado. A Amazônia é o lugar ideal para quem deseja praticar a modalidade de fotografia de aves. Você consegue chegar onde o turismo convencional não permite e o contato com a natureza é completo. Você está imerso naquele universo", afirmou. 
Quental ensinará técnicas para fotografar aves. Foto: João Quental/Reprodução
Além de ensinar os melhores ângulos para capturar imagens de aves, Quental também mostrará como utilizar a natureza a favor do fotógrafo. "Você tem que levar em consideração muitos fatores quando fotografamos na natureza, por exemplo, a falta de luz e o excesso de luz, o fotógrafo precisa trabalhar o extremo dos equipamentos. O workshop levará o participante a entrar na alta floresta, então o lugar é perfeito para as pessoas se familiarizarem com este estilo fotográfico", contou Quental.

Fotografia na Amazônia

O fotógrafo da National Geographic, João Marcos Rosa, ministrará o Workshop de Fotografia na Amazônia. O profissional que está acostumado a clicar cenários naturais e a fauna da região garante que os participantes aprenderão na prática a utilizar a natureza a seu favor. "A ideia é trazer um pouco das nuances da fotografia na Amazônia, as luzes diferentes e a diversidade. Além de tudo queremos mostrar um pouco da magnitude da floresta, e vamos trabalhar a fauna também.", disse. 
João Marcos Rosa ensinará a utilizar as luzes da floresta para deixar a foto mais bonita. Foto:
Assim como Quental, Rosa ainda não visitou toda a Amazônia. "Eu ainda não conheci Roraima, tenho vários amigos jornalistas e fotógrafos que me convidam, mas meu tempo é curto. Quero muito conhecer as riquezas naturais desse estado", revelou. Ao Portal Amazônia, o fotógrafo afirmou que os brasileiros precisam enxergar a região como um destino obrigatório. "A região Norte não é apenas importante para o equilíbrio natural, existe uma beleza poética escondida aqui", contou.

De acordo com Rosa, as terras altas do sul da Amazônia são ideias para ampliar as possibilidades de criação de qualquer fotógrafo, tanto profissionais quanto amadores. "Nesses grupos existem pessoas com vivências fotográficas distintas, mas isso não impede que eles possam aprender ou ensinar algo novo. Para mim é um prazer trazer um pouco das minhas experiências, afinal passo boa parte do meu tempo em contato com a natureza e conheço um pouco sobre o comportamento da floresta, apesar de ser sempre uma surpresa", disse ao se referir do clima da região amazônica. 

Recomendações

Segundo os profissionais, muitas espécies nem sempre estarão próximas, portanto, é recomendado levar lentes de no mínimo 300 milímetros. Há também ótimas oportunidades para fotografias de paisagens com lentes grande angulares. É importante levar em consideração que observar animais na Amazônia é uma tarefa mais desafiadora do que em regiões de cerrado ou Pantanal, pois muitas espécies estão escondidas dentro da floresta e se movem com frequência. 
As atividades serão compostas por aulas teóricas e práticas. As atividades teóricas contam com uma excelente estrutura do Cristalino Lodge de áudio e vídeo. Todos os dias serão realizadas saídas de campo, uma pela manhã e outra pela tarde, para aplicar os conhecimentos teóricos. Os grupos serão sempre pequenos para maximizar as chances de se observar a vida selvagem.A palestra com João Quental acontece de 30 de outubro a 04 de novembro, inscrições e mais informações aqui. A palestra de João Marcos Rosa acontece de 08 a 13 de novembro, inscrições e mais informações aqui.

Veja mais notícias sobre Variedades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 30 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/