Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 20 Outubro 2020

Copa Amazonas: confira a preparação das equipes em busca da vaga na Copa Verde

MANAUS – Cinco times, uma vaga na Copa Verde de 2016. Esta é a Copa Amazonas de Futebol, torneio que servirá como seletiva para definir o segundo representante do Estado na competição nacional – atual campeão amazonense, o Nacional já está classificado. Fast Clube, Manaus, Operário, Holanda e Nacional Borbense estão na briga. A Copa Amazonas inicia em 10 de outubro e encerra no dia 30 do mesmo mês.
Fast aposta na base campeã estadual e regional sub-20 na Copa Amazonas. Foto: Marcos Dantas/Rede Amazônica

Naturalmente, os times já iniciaram a preparação para o torneio inédito. Tido como favorito ao título, o Fast vai para a competição com o time júnior. Sob o comando de Darlan Borges, os meninos do Rolo Compressor vêm embalados pelos títulos do Campeonato Amazonense Sub-20 e da Copa Norte Sub-20, além de terem disputado a Copa do Brasil da categoria, onde foram eliminados pelo forte Cruzeiro.

Apesar do bom momento, a preparação do Fast ganhou contornos de tensão. Isto porque os jovens da base estão pleiteando salário para disputar a competição profissional. Vice-presidente do Fast, Cláudio Nobre entende a reivindicação como natural, mas afirma que o clube não tem dinheiro em caixa para oferecer uma boa remuneração.

“Vejo isso com certa naturalidade, todo mundo precisa de recursos. Mas é preciso entender o que é possível e o que não é. Se o Fast não está jogando com um time de profissionais é porque não tem dinheiro. Nós temos uma disponibilidade orçamentária, mas só vamos fazer o que for possível. O X da questão no futebol amazonense é sempre a disponibilidade orçamentária, que é limitada. Os clubes não tem receita”, disse Nobre à rádio CBN Amazônia.

Também presidente da Associação de Clubes Profissionais do Estado do Amazonas (ACPEA), Nobre lamenta a baixa adesão à Copa Amazonas, mas entende a limitação financeira dos clubes. Equipes como Princesa do Solimões, Penarol e São Raimundo desistiram de disputar a competição por motivos financeiros. “O ideal é que fossem todos, mas é aquilo que sempre falo: sem recursos não tem como fazer nada. E só cinco times se dispuseram a correr atrás, ainda assim com baixos valores de orçamento”.Borbense: juventude e experiência

Quem também está na disputa é o Nacional Borbense. O 'Camaleão' montou um elenco que mescla jovens da base com atletas experientes, mas priorizando atletas locais. “Nós chegamos à conclusão que precisamos dar oportunidade para os amazonenses tentarem chamar público. No auge do nosso futebol, os clubes sempre tiveram jogadores amazonenses no elenco. A Copa Amazonas realmente vai mostrar os talentos da terra”, disse o diretor de futebol do Borbense, Mário Ivan, ao canal Amazon Sat.

O destaque do time de Borba é o atacante Jeferson, autor de 12 gols na edição 2015 do Campeonato Amazonense de Futebol. Ele deixou o frio de Sorocaba (SP), sua cidade natal, para voltar a brilhar em solo amazonense. “Tenho um carinho muito grande pelo povo de Borba. Eles me acolheram muito bem, me deram tudo o que podia e graças a Deus eu retribuí dentro de campo. A vontade de colocar o Borbense no cenário nacional é muito grande”, disse o artilheiro.
Jeferson foi um dos principais goleadores do Campeonato Amazonense de 2015. Foto: Reprodução/Amazon Sat
Retorno do HolandaJá o Holanda retomou as atividades profissionais para tentar uma vaga na Copa Verde. O time fez uma intertemporada de 25 dias em Manaus e disputou jogos amistosos em Rio Preto da Eva, onde a equipe manda seus jogos. No último sábado (26), Leão Baraúna tomou posse como presidente do Holanda.

Dentre os jogadores da equipe, o destaque fica por conta do 'xerife' Vaca. Nascido no Acre, ele estava na Bolívia e foi contratado para ser o líder do time em campo. “O xerife seria o [Marcos] Pezão, mas ele não quis mais jogar. Então ele vai ser o auxiliar do Alencar Viana, que é o nosso treinador˜, disse Braúna.

O plantel também conta com Elson Bala, velho conhecido do cenário local, além do zagueiro Júnior, revelado pelo próprio Braúna no Grêmio Coariense. O jovem Yohan, campeão do Amazonense e da Copa Norte Sub-20 pelo Fast, também vestirá as cores do Holanda.

Por indicação de Alencar Viana, cerca de oito jogadores de Minas Gerais também vieram para reforçar o Holanda. “Todos eles são na faixa de 18 a 20 anos. Antigamente os times do Amazonas colhiam muito os atletas de Minas, como o Toninho Cerezo, por exemplo. E nós voltamos a fazer isso através do Alencar. Lógico que eles são do nível do que nós temos, mas precisamos trazer de fora porque o nosso clube não competiu nos juniores, então a gente não tinha uma base”, justificou Braúna.

Tabela

A Copa Amazonas inicia em 10 de outubro, com os jogos entre Manaus x Operário e Fast x Holanda – o Nacional Borbense folga na rodada inicial. Nove das dez partidas da primeira fase serão no estádio Carlos Zamith, no bairro Coroado, em Manaus. A final acontece no dia 30 de outubro, em local indefinido.

Veja mais notícias sobre Esportes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 20 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/