Manaus 30º • Nublado
Domingo, 03 Março 2024

Exposição multimídia em Belém enaltece obras do cineasta Eder Santos

up_ag_51420_854af6a2-b799-4321-44b7-9bacb02eace_20240211-162226_1

Mais de 20 anos dedicados à arte e cultura ganham vida em Belém (PA). O Espaço Casa das Onze Janelas (Cojan) recepciona a abertura da exposição itinerante "Retro/Ativa", que enaltece a carreira de Eder Santos com obras inéditas do artista multimídia. A exposição fica até 30 de março e a entrada é gratuita.

A abertura aconteceu com uma cerimônia na qual participaram os realizadores; a secretária Ursula Vidal; a curadoria e a equipe do museu. A iniciativa é promovida através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura (Minc), com o patrocínio do Instituto Cultural Vale e apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult). 

Foto: Quezia Dias/Divulgação

A "Retro/Ativa" tem visitado diversas regiões do país e agora chega a Belém, composta por 10 videoinstalações lotadas em três salas da Cojan, que refletem a perspectiva barroca de Eder Santos, atribuindo a tecnologia como linguagem inovadora da comunicação com o público visitante.

A proposta da mostra é incitar o público com a arte multimídia desde televisões a experimentações com vídeo-amador.

Celebrar a trajetória artística de Eder Santos na Cojan é gratificante, afirma Alba Nogueira, diretora da Cojan. 

"Um dos artistas de grande destaque no pioneirismo das artes multimídia no Brasil, Eder Santos reuniu um conjunto de obras para apresentar no Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, uma iniciativa muito importante para esse grande museu brasileiro",

ressaltou.
Foto: Quezia Dias/Divulgação

Para o visitante Adriano Silva, 22 anos, é impressionante como a arte pode se expressar de diferentes formas e linguagens, ampliando o conhecimento das pessoas e suas percepções. 

"Fico muito feliz quando vejo exposições de fora. Sinto que a nossa cidade ganha destaque no cenário artístico com ações como essa, que democratizam e facilitam o acesso para conhecermos artistas e obras de todo o Brasil",

acrescentou.
Foto: Quezia Dias/Divulgação

Reflexo do pioneirisimo multimídia

Retro/Ativa impacta a relação que temos com a imagem, símbolos da realidade que vivemos e conhecemos, destaca o curador da exposição, Luis Gustavo Carvalho. "As videoinstalações propõem refletir sobre as paisagens, nossas formas de comunicação e também rompe a fronteira entre a obra e quem aprecia", pontuou.

De acordo com a secretária Ursula Vidal, viver a arte é compreendê-la como uma experiência múltipla, diversa, experimental e visionária."É uma honra receber a retrospectiva deste grande artista, em nosso Museu de Arte Contemporânea. A contribuição de Éder Santos para a arte multimídia criada no Brasil está presente na cuidadosa curadoria da exposição. São obras que usam aparatos tecnológicos diversos e estimulam a percepção, interpretação e sensibilidade do espectador de maneira muito peculiar ", finalizou. 

Veja mais notícias sobre ArtePará.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 03 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/