Manaus 30º • Nublado
Quinta, 01 Dezembro 2022

Calor da Amazônia contribui para casos de retenção de líquido, alerta nutricionista

Foto: Reprodução/Ag. Pará
Recentemente, o Rei Charles III, que assumiu o trono deixado por sua mãe Elizabeth II, virou notícia ao aparecer com as mãos inchadas e vermelhas. De acordo com especialistas, uma das causas deste edema, ou seja, acúmulo anormal de líquido, pode ser a retenção de líquido.

Leia também: Charles III: veja quais locais o sucessor ao trono inglês visitou na Amazônia

O Portal Amazônia conversou com a nutricionista Camila Rodrigues, que destacou o calor da Amazônia como um dos agravantes para casos de retenção hídrica. A especialista esclarece algumas dúvidas sobre retenção de líquido e dá dicas para que os amazônidas não desenvolvam tal quadro.
Foto: Reprodução/IStock

Segundo Rodrigues, a retenção hídrica contribui para barriga inchada e celulite. Em alguns casos mais graves, essa retenção pode causar inchaço nas pernas e pés. "As causas podem ser falta de atividade física, longos períodos sentados, alimentos industrializados ricos em sódio e o sal branco em excesso nas refeições", destacou.

Nas mulheres o quadro é mais comum e o que pode causar a retenção de líquidos é a alteração hormonal durante a tensão pré menstrual ou nas grávidas. "Durante a gestação as mulheres têm acúmulo de água e, consequentemente, aquela sensação de inchaço", disse Rodrigues.

Calor amazônico 

Com as altas temperaturas registradas nos termômetros da Amazônia, hidratação é a palavra de ordem. Afinal, o calor, por si só, faz o corpo humano perder uma quantidade considerável de água diariamente.

"Se você faz um trabalho externo ou pratica atividade física ao ar livre, o gasto é dobrado. Já para quem trabalha em escritório com ar-condicionado, pode não sentir sede normalmente. Dessa maneira, essas pessoas podem apresentar inchaço nas pernas e pés, além de sentir dor de cabeça e fome, sinais de desidratação",

explicou a nutricionista.
Foto: Reprodução/Agência Pará

Solução 

Água continua sendo a melhor opção para combater a retenção hídrica. O corpo humano precisa manter a diurese e, dessa maneira, o líquido não vai acumular no organismo. 

"Uma boa hidratação (0,035 x peso da pessoa), alimentação equilibrada rica em frutas, legumes e verduras e prática de atividade física regularmente", são os conselhos de Rodrigues para evitar o quadro.

Que destaca: "caso alguma mudança no seu corpo aconteça é importante procurar um profissional da saúde para investigar os sintomas e para que seja determinado um diagnóstico".

 

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/