Manaus 30º • Nublado
Quarta, 10 Agosto 2022

Diagnóstico de Covid-19 e outras doenças é realizado a partir de ovos de galinha em estudo amazonense

Um estudo realizado no Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), em Manaus (AM), desenvolveu um processo de produção de anticorpos, a partir de ovos de galinha, que ajudam a diagnosticar doenças como a Covid-19, dengue e malária. O pesquisador no CBA, Diogo Castro, é responsável pela pesquisa desenvolvida desde 2017. 

Cerca de 50 galinhas vivem em uma granja na rodovia BR-174 e produzem ovos que são usados para a detecção das doenças. "A gente sintetiza aquela partícula a partir daqueles micro-organismos. A partir daí a gente inocula na galinha e, em seguida, a gente retira aquele anticorpo do seu ovo. Sem tirar sangue e sem sacrificar", explicou Castro.

Projeto está em fase de validação para que testes sejam produzidos no Amazonas. Foto: Patrick Marques/G1 Amazonas

De acordo com o pesquisador, as substâncias que são injetadas nas galinhas são os antígenos de doenças específicas, para que se obtenha os anticorpos para cada uma delas. A partir da retirada dos anticorpos, que são gerados nos ovos, é possível produzir testes para que as doenças sejam detectadas em pacientes.

Método dispensa sacrifício de animais

De acordo com o pesquisador Diogo Castro, o método de obtenção dos anticorpos em laboratórios costuma ser feitos em mamíferos, como camundongos. Durante os processos, os animais acabam sendo sacrificados devido a necessidade de retirada de sangue.

No entanto, a utilização do método de obtenção dos anticorpos por meio dos ovos de galinha, segundo Castro, permite que nenhum dos animais sejam sacrificados no processo, além de otimizar os resultados a partir dos ovos coletados na granja: "Requer uma estrutura muito menor de produção em comparação com a de mamíferos, menor número de atualizações porque é uma granja convencional e altas concentrações de anticorpos. Em média, se a gente pegar um ovo desse, teríamos que ter 200 camundongos para obter o mesmo nível de concentração".

Projeto em fase de validação

O pesquisador informou que o projeto já tem um teste validado de detecção de anticorpos da Covid-19. Atualmente, a pesquisa está em fase de validação e no aguardo de autorizações para a venda dos testes de diagnósticos. Castro comentou que, atualmente, as empresas que produzem os testes são de fora do Brasil e é preciso importar para que os pacientes sejam testados.

Anticorpos para doenças como a Covid-19 são produzidos a partir de ovos de galinha em projeto do Centro de Biotecnologia do Amazonas (CBA). Foto: Patrick Marques/G1 Amazonas

Com a aprovação do projeto, não será mais preciso fazer a importação, já que os testes poderão ser feitos no Amazonas, até distribuídos a outros Estados.

"Eu vejo esse nosso trabalho como uma quebra de dependência internacional. Se a gente for parar para pensar, hoje, há 572 registradas pela Anvisa que vendem testes para Covid. Todos, 100%, são internacionais. Então, por que não a gente produzir aqui no Brasil e quebrar essa barreira?", questionou Castro.

*Por Patrick Marques 

Veja mais notícias sobre Amazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 10 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/