Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 29 Setembro 2020

Padaria no Pará lança pão de maniçoba

As folhas da maniva ou mandioca são utilizadas para dar vida a uma das receitas mais populares do Pará: a maniçoba. Na época do Círio de Nazaré, o prato ganha à mesa dos paraenses, mas não pense que é fácil reproduzir a maniçoba, afinal, são sete dias de preparo, entretanto, no final, o sabor é único e marcante. Visando dar uma cara mais regional para seus produtos, uma panificadora de Belém vai lançar o pão de maniçoba.

De acordo com o empresário, Samuel de Carvalho, Belém foi de suma importância para o crescimento de seu estabelecimento. Por esse motivo, além da produção de pães artesanais, eles adotaram o uso da culinária regional nos produtos da padaria. "Desde de o primeiro momento, a gente se propôs a inserir os sabores amazônicos dentro dos nosso alimentos", destacou.

Foto: Divulgação

A padaria de Samuel ganhou um projeto chamado de "Sabores do meu Pará". Cupuaçu, castanha, açaí, jambú, tacuri, tapioca, pato, e outros sabores tradicionais são utilizados em pães, bolos e massas folhados. "No momento, nosso carro chefe é o pato no tucupí, então, a gente tem inserido isso dentro da partida", afirmou o empresário.

O pão de maniçoba será inserido dentro do "Sabores do meu Pará", que tem a previsão de lançamento para o mês de outubro, casando com a realização do Círio de Nazaré. Outros sabores que estão sendo desenvolvidos são cacau, pupunha e açaí com castanha.

Sobre a produção do pão de maniçoba, o empresário destacou que o processo é tão meticuloso quanto da receita original de maniçoba."Uma parte da maniva cozida é incorporada desde a autólise na massa, e depois de 30 horas de fermentação em processo de refrigeração, a gente faz uma pré-moldagem onde são inseridos alguns ingredientes característicos da maniçoba", explicou Samuel.


Foto: Divulgação

Sim. O processo de fabricação do pão é longo, mas o resultado final é uma explosão de sabores. A ideia deu tão certo, que a receita foi aprovada no primeiro teste. "Estamos apostando na nossa culinária. O maniçoba, por exemplo, é a fusão da cozinha indígena, africana e europeia. Agora, vamos focar na preparação dos próximos sabores", disse Samuel.

Gosto do pão de maniçoba? O valor ficará em uma média de R$ 40 (o quilo). O Armazém 25 funciona de segunda a sábado, das 6h às 21h, e aos domingo, das 7h às 12h. Está localizado na Avenida Rômulo Maiorana, 1607 - Marco. 


Veja mais notícias sobre GastronomiaPará.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 29 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/