Manaus 30º • Nublado
Quinta, 01 Dezembro 2022

Cursos ideais para o momento

No mundo que vivemos hoje temos mudanças a cada dia, seja no mercado de trabalho, comportamento social, tendências de consumos, projetos, negócios, etc. A complexidade do entendimento desse cenário é gigantesca e desafiadora. Em tempos de tendência de queda da CLT e aumento de contratações via PJ, essas mudanças se multiplicam a cada semana, a cada dia, criando novas alternativas de renda e contexto profissional.

Ao mesmo tempo que há muitos profissionais para poucas vagas em algumas áreas, também há muitas vagas para poucos profissionais em outras. Talvez esse acompanhamento de tendência de mercado ainda não seja uma engrenagem estudada a fundo, seja por entidades públicas ou privadas que promovem a formação e capacitação profissional.

Nesse artigo vou falar sobre as áreas com tendências de crescimento nesse exato momento, sugestionando os cursos ideais para a geração de empregabilidade e oportunidades, sejam via CLT ou PJ.

Foto: Startup stock photos/Pixabay

Análise e desenvolvimento de sistemas ou Engenharia da computação 

Há alguns anos, esse era o assunto apontado como o futuro dos negócios. Pois é.... agora já é o presente em tudo que está ao nosso redor. Mesmo que tenha sido um assunto difundido há muitos anos atrás, a sociedade profissional não acompanhou de forma efetiva, criando uma grande lacuna presenciada nos dias de hoje. Para termos uma ideia demonstrativa sobre isso, a cada 10 vagas ligadas à tecnologia, apenas duas são preenchidas. Sim, há uma falta média de 80% de profissionais no segmento.

Em muitos casos, empresas desistem de seus projetos por não terem profissionais para conduzirem os projetos de transformação digital. Quando conseguem preencher a vaga, o salário é inflacionado a ponto de ser um valor que poderia ser pago a dois ou três outros profissionais.

Segurança da informação

Com a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados em vigência, criou-se muitas demandas para contratações de profissionais especialistas de segurança tecnológica, seja envolvendo dados, informações, segredos industriais ou até mesmo governamentais.

Uma grande parte das estratégias empresariais que estão sendo criadas atualmente são protegidas por tecnologia. Isso gera iniciativas de muitos invasores para o roubo dessas informações, que muitas valem milhões. Com esse risco, a segurança da informação é uma tendência com projeção de mercado para os próximos 30 anos.

Atualmente, a cada 10 vagas geradas na área, apenas uma é preenchida. A falta de profissionais chega a 90%.

Jogos digitais

Com o crescimento do uso de mídias através de celulares, até mesmo o mercado produtor de consoles de videogames tem tido queda de consumo. Ao invés de comprarem o videogame que antes era tão sonhado, muitos consumidores estão baixando aplicativos de jogos, dos mais simples aos mais complexos, para poderem jogar diretamente pelo celular e sem gastar muitos recursos financeiros.

Com a projeção atual de mercado para esse tipo de consumo, abre-se muitas demandas para o desenvolvimento de jogos e entretenimento em geral, normalmente geradas através de estúdios de criação, sem a necessidade efetiva de morar na mesma cidade da empresa. Isso mesmo.... muitas contratações desse mercado estão sendo feitas de um estado para o outro.

Um exemplo de sucesso disso? Minecraft, o jogo básico e com gráficos não muito avançados que virou uma febre mundial e foi vendido por bilhões de dólares para uma grande multinacional.

Biotecnologia

O ramo de bionegócios também tem um potencial enorme em nossa região, considerando todas as riquezas naturais que temos e que podem ser desenvolvidas. Atualmente, somente instituições internacionais atuam no setor, criando soluções internacionais que poderiam ser nossas, gerando riquezas para os nossos profissionais.

Tendo grande relação com a área de P&D, a biotecnologia surge como demanda não somente junto a instituições do Terceiro Setor, mas também na iniciativa privada, que precisa de desenvolvimento de novos métodos e tecnologias para a produção industrial e prestações de serviços.

A cada 40 vagas abertas para o segmento, apenas uma é preenchida com profissionais locais. Assustadoramente, as outras 39 são preenchidas por estrangeiros(as).

E então? Para ondemos podemos caminhar e fazermos parte do preenchimento de tantas vagas que sobram no mercado?  

Sobre o autor

Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Comentarista de Carreira, Emprego e Oportunidade dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular.

*O conteúdo é de responsabilidade do colunista


Veja mais notícias sobre Eu Profissional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/