Manaus 30º • Nublado
Quinta, 01 Dezembro 2022

Como unir o home office com a vida pessoal em casa

O home office, depois do grande caos gerado pela pandemia do Covid-19, virou realidade num cenário que muitas empresas ainda estão se adaptando a esse novo modelo de trabalho. Além das empresas, muitos profissionais passaram a preferir o trabalho em casa, o que altera completamente todo o contexto de recrutamento e seleção de profissionais.

A questão é que unir o trabalho home office com as atividades pessoais e familiares é um grande desafio, o que tem estressado muitos profissionais ao redor do mundo, não por despreparo intelectual, mas sim pela inexperiência de um cenário novo para todos nós.

Nesse artigo vou falar sobre os principais pontos que, de acordo com o levantamento feito com 20 profissionais que já atuam nesse novo formato, são mais eficientes para o equilíbrio Home Office X Vida Familiar em Casa.

Foto: Mohamed Hassan/Pixabay

Consciência coletiva da família

A Família é o primeiro apoio de qualquer profissional precisa ter. Por mais que estejamos em casa e tenhamos o sentimento de ficar mais tempo com os filhos, com a esposa, com o esposo, não é o ideal no horário comercial, de trabalho, que deve ser incorporado como se estivesse na empresa.

Por outro lado, estando em casa cria-se uma sensação, principalmente nos filhos, que estamos à disposição para fazer várias coisas para eles. A conscientização contrária a isso é fundamental e precisa ser alinhada já no início. Caso contrário, a tendência é que comecemos a nos envolver em muitas atividades domésticas e a nossa produção diária caia e, por consequência, sejamos dispensados de nossos trabalhos.

Em tempos de pandemia, muitos casais se separaram justamente por conviverem de uma forma que nunca conviveram antes, misturando o trabalho e a vida doméstica. Um começa a dar problema, o outro também, o estresse cresce, discussões surgem e por final.... separações.

Planejamento de atividades de crianças (para quem tem filhos)

Para quem tem filhos, esse é um fator crucial. O planejamento de ocupação das crianças é o gatilho que fará com que tenhamos tempo para desenvolver nossas tarefas profissionais. Se isso não ocorrer, a tendência é que elas fiquem, a todo momento, querendo atenção, brincar ou que atendamos demandas que elas mesmo poderiam fazer.

Para isso, várias atividades podem ser planejadas, como atividades escolares, atividades extras, desafios de leitura, escritas, desenhos e muitos outras. Mas e nas férias? O mesmo pode ser feito, incluindo a convivência de outras crianças da família, que possam brincar juntos. Com esse entretenimento sendo pratico, teremos maior espaço de tempo sem interferências.

Se houver mais de uma criança, melhor ainda. O planejamento pode ser feito para atividades em conjunto, considerando que irmãos normalmente já brincam.

Planejamento de espaço e tempo

O espaço é um item que devemos ter muita atenção. Se possível, o ideal é que fiquemos em um espaço distante do convívio familiar, fechando em um quarto ou sala, ou qualquer outra estrutura. Se isso for definido dessa forma, a tendência é que consigamos desempenhar todas as tarefas sem interferência externa.

O tempo, como forma ideal de ser planejado, é que tenhamos intervalos a cada ciclo de 50 minutos. Intervalos curtos que tendem a desestressar a mente de tarefas contínuas. Considerando que temos um hormônio chamado cortisol, que engatilha o estresse, precisamos deixar ele inativo. Para isso, é necessário que tenhamos esses intervalos, mesmo que bem pequenos.

Estipule horários para metas

Normalmente as metas são estabelecidas para o trabalho são feitos por dia ou mês. Entretanto, o trabalho home office requer um afinco mais específico para que possamos cumprir o que foi definido. Para isso, o ideal que coloquemos horários para cada atividade, como um desafio minuto a minuto. Isso vai condicionar a nossa mente a terminar tudo de forma rápida e eficiente.

É importante sabermos que o "terminar tudo de forma rápida" não significa terminar de qualquer jeito, mas sim de maneira dedicada de forma integral a cada passo do que estivermos fazendo.

Cuidados com a saúde corporal

O home office trouxe muita praticidade e, ao mesmo tempo, problemas de saúde para muitos profissionais que começaram a atuar assim, sem que tivesse cuidados preventivos. Por exemplo: boa parte dos profissionais que iniciaram do home office não possuem uma mesa adequada para o trabalho em casa. Isso acaba criando a necessidade de trabalhar em qualquer mesa que tiver na casa. Com isso, o registro de pessoas com nervos comprimidos nos punhos é assustador, considerando o público que trabalha com o uso de computador. Com os braços apoiados nas beiras das mesas, os braços, mãos e dedos começaram a ter inflamações internas, causando um grande caos ocupacional.

Junto a isso, boa parte da população engordou nesse período devido o sedentarismo do trabalho em casa, podendo ocasionar outros fatores como hipertensão, diabetes e similares.

Sendo assim, o ideal é que tenhamos cuidados preventivos com braços e alimentação.

E então? Vamos para a prática?

Sobre o autor

Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Comentarista de Carreira, Emprego e Oportunidade dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular.

*O conteúdo é de responsabilidade do colunista


Veja mais notícias sobre Eu Profissional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/