Manaus 30º • Nublado
Quarta, 18 Mai 2022

Conheça a sorva, fruta amazônica com propriedades terapêuticas

Couma-utilis_copyright-Whaldener-Endo

Muito comum no cotidiano dos amazônidas, as frutas da região podem gerar muitos benefícios para a saúde por possuírem propriedades medicinais e fitoterápicas, além da utilização em outros setores. Uma dessas frutas é a sorva (Couma utilis).

Apesar de não ser muito conhecida pela população em geral, é uma das poucas da família Apocynaceae e possui um látex comestível,  sendo uma importante fonte de alimento para nativos e comunidades interioranas que cercam a região metropolitana de Manaus.

Leia também: Saiba quais cidades fazem parte das regiões metropolitanas da Amazônia

O Portal Amazônia buscou conhecer mais as particularidades e características da sorva e da sorveira, planta que gera o fruto. Confira:

Foto: Whaldener Endo

Características

Podendo medir de cinco à 20 metros de altura, a árvore onde nasce a  sorva  é uma planta selvagem  que ocorre naturalmente nas florestas no Amazonas - no alto Rio Negro, Rio Solimões, Coari, Borba e em Manaus quando cultivadas em sítios e quintais -,  no Pará - no Alto Tapajós -,  e já foi encontrada no Amapá e Rondônia, além de países como as Guianas, Colômbia e Peru.

Também chamado de sorva-grande, sorva da mata e cumã-açu, a sorva é uma fruta comestível de forma arredondada, coloração vermelha, casca fina, suco viscoso e leitoso. Esse aspecto leitoso que é considerado um látex.

Uso do látex

O látex da sorva pode funcionar como um substituto para o leite de vaca e pode ser utilizado junto ao café e outras substâncias. Contudo, nem todos gostam de consumir a casca (que contém o látex), pois a sensação ao mastigar é parecida a de um chiclete, como a jabuticaba.

Além disso, o látex da planta contém compostos bioativos que alguns ribeirinhos utilizam para tratar verminoses e desinfetar algumas feridas leves. Segundo crenças populares, a substância também pode ser misturada à banana, para combater a diarreia.

A sorva era, historicamente,  um alimento muito ingerido por seringueiros que saíam para trabalhar na floresta sem levar nenhum alimento e fazia parte da nutrição diária desses trabalhadores.

Foto: Reprodução/ResearchGate

Propriedades fitoterápicas 

A sorva consumida in natura possui propriedades que, para nativos e ribeirinhos, são medicinais, com efeito adstringente, anti-helmíntica, energética, além de ser uma fruta rica em vitamina C.

A fruta também pode ser utilizada na preparação de sucos, tortas, sorvetes, geleias e vinagres. O consumo regula e fortalece o sistema imunológico, prevenindo o envelhecimento precoce.

Outras funcionalidades

O látex da fruta é aplicado para calafetar canoas e embarcações, ou seja, impedir a passagem de líquidos ou de ar pela vedação e também para a caiação de palafitas e canoas.

A sorveira pode ser usada também para a recuperação de áreas degradadas ou na arborização de parques e praças. Sua madeira é usada para fabricação de pontas de moinhos, fusos, rolos e cabos de ferramentas.


Veja mais notícias sobre AmazôniaAmazônia Internacional.

Veja também:

 

Comentários: 1

Joanildo Cativo em Domingo, 20 Março 2022 08:54

Maravilhas que Deus criou para seus filhos.

Maravilhas que Deus criou para seus filhos.
Visitante
Quarta, 18 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/