Manaus 30º • Nublado
Terça, 28 Junho 2022

Mídias sociais para seu negócio, ajuda ou atrapalha?

No meu artigo de hoje pretendo levantar mais questões para que você procure as soluções, do que trazer respostas para aplicar, pois o assunto é muito antigo comparado com o tempo que se passa de forma diferente na internet, ao tempo das empresas fora da bolha.

Primeiro artigo que falo sobre marketing digital desde o início da minha coluna, propositadamente fiz o possível para não tocar neste assunto, pois com o avanço das promessas mirabolantes de enriquecimento rápido e fácil, o pouco das pessoas que não conheciam o marketing, descobriram através dos "gurus de aparências" o marketing digital, e colocaram nossa área tão completa e complexa no mesmo "balaio", descredibilizando nosso trabalho e criando desconfiança na cabeça das pessoas.

Foto: Reprodução

Aconteceu um caso atípico em Porto Velho nesta semana, em um evento do Governo do Estado trouxe um palestrante que eu particularmente admiro muito o trabalho e acho enriquecedor, ele é o maior palestrante do Brasil sobre criatividade no mundo dos negócios, Murilo Gun.

A sua primeira vinda à cidade, ele veio para um tour de stand up pela região norte, onde ele fez um verso com os bairros de nossa capital, foi uma das primeiras coisas que fez os portovelhenses abrirem o coração, pois ele em um jogo de palavras linkou vários bairros formando um poema riquíssimo, podendo ser lido aqui (A Carta de Marcos Freire).

Naturalmente pelo fato de não ter vínculo nenhum aqui em Porto Velho, ele veio apenas para o evento e partiu logo em seguida, passando no máximo 48h em 3 dias de permanência na cidade. Mas o que me intrigou foram 2 pontos, o primeiro é o fato dele vir pra cidade e eu não ter visto anúncio em lugar nenhum, perdendo a oportunidade de ver a palestra ao vivo, e o segundo é que ele foi de madrugada lanchar próximo ao hotel que se hospedara.

A lanchonete era muito simples, Porto Velho não tem o hábito de ter lugares aberto após as 22h, logo ele não tinha muitas opções. Ele na calada da noite fez seu lanche e declamou a Carta de Marcos Freire, tirou foto com o dono do estabelecimento, fez vídeo etc. Como que fiquei sabendo disto tudo? Murilo Gun postou em suas redes, pois a lanchonete possui uma rede social mas nunca alimentou conteúdo nenhum, nunca fez post nenhum, nunca usufruiu da grande vitrine que é a internet, e é aqui que começamos a organizar as ideias.

As mídias sociais permitem que as empresas tenham um contato muito mais profundo, uma forma de ampliar a visibilidade aos produtos ou serviços, permite também ser um ponto de comunicação entre empresa e cliente, ou até mesmo em alguns casos apenas portfólio ou cardápio. Os profissionais de marketing que cuidam da empresa nas redes, os social media, estudam meios de chamar a atenção, provocar engajamento, criar relação para ou fechar uma venda na sequência ou ser lembrado em um momento futuro.

O fato de ter esse acesso fácil ao mundo através das mídias sociais, também podem surtir outro problemas caso não tenha agilidade para gerir crises, como já mencionei acima, o tempo na internet é muito do tempo fora, um deslize por parte da empresa onde abre margem para insatisfação de alguns clientes, invariavelmente o boca a boca negativo se espalha muito fácil e muito provavelmente a empresa será alvo de insultos, injúrias e críticas. Não estamos livres disso, por mais que discordemos dessa atitude.

A internet é muito intensa em suas atitudes, digo de forma coletiva pois analise comigo, se um erro é facilmente crucificado, uma novidade também, da mesma forma que as pessoas falam mal de algum erro, naturalmente elas disseminam novidades, cupons, benefícios, algo inusitado, etc. Então, saber lidar com esse time mais imediatista dos usuários, pode ser o grande diferencial da empresa adotar bem ou não as mídias sociais.

Então deixo o primeiro questionamento, sua empresa já possui mídias sociais? Mesmo eu trazendo benefícios e malefícios, consegue enxergar que é muito mais benéfico? Você compreende que as empresas precisam estar onde a atenção das pessoas estão?

Imagine dois cenários onde você é o dono da empresa onde o Murilo Gun foi lanchar, o primeiro é um exercício mental de como seria se o estabelecimento tivesse redes sociais ativa, o segundo cenário é um convite a entender o arrependimento por nunca ter usado as redes sociais.

Estamos em 2022, o futuro é mais presente que o próprio presente, você não pode ser dar ao luxo de esperar os clientes descobrirem onde está sua empresa, existem diversas soluções para justamente sanar esse tipo de problema, só na minha agência utilizamos Facebook, Instagram, Google Meu Negócio, Sites, Tráfego Pago e orgânico, tudo com o intuito de dar visibilidade ao empreendimento, citei apenas algumas mas a lista é quase infinita.

É do interesse de todos que sua empresa apareça, assim você progride, cresce, se desenvolve, injeta dinheiro na economia e entra nesse ciclo virtuoso de crescimento, porém precisa desbloquear essas crenças limitantes. Comece devagar, estude um pouco com algum especialista, abra a primeira rede e vá testando, o que dá certo para um, não necessariamente dá certo para outro.

Espero que você tenha compreendido o recado, mas não custa lembrar que o mercado não espera. 

Sobre o autor

Aldo Melo é mercadólogo, Pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior, MBA Executivo em Administração e Negócios, Especialista em Neuromarketing e Fundador da Agência Conectar - Comunicação e Marketing.

*O conteúdo é de responsabilidade do colunista 

Veja mais notícias sobre O mercado não espera!.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/