Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 14 Julho 2020
chatbot-health-tech

No Pará, confirmado o primeiro caso de Covid-19; Amazonas tem dois

coronavrus

O Governo do Estado e a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) confirmam o registro do primeiro caso do novo Coronavírus (Covid-19) no Pará. O paciente tem 37 anos de idade, é do sexo masculino e está em isolamento domiciliar. Seu estado de saúde é estável. Outros 64 casos suspeitos estão sendo investigados.

Amazonas 

No Amazonas, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) anunciou o segundo caso, na tarde desta quarta--feira (18), de um homem de 55 anos que retornou da Espanha no último domingo. Outros três casos seguem em investigação.

Segundo a FVS-AM, de 29 de fevereiro, data em que se notificou o primeiro caso suspeito da doença no estado, até a última terça-feira (17), foram registrados 44 casos notificados como suspeitos, dos quais 39 estão descartados, três estão em investigação laboratorial aguardando resultado e dois confirmados.

Em entrevista coletiva on-line realizada por meio das redes sociais do Governo do Amazonas, na tarde desta quarta-feira (18), a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, informou que está curada a paciente de 39 anos que registrou o primeiro caso positivo da doença no Amazonas, no último dia 13 de março.


Acre


No Acre, três casos foram confirmados para o coronavírus anunciados pela secretaria de Saúde, mas ainda não foram contabilizados pelo Ministério da Saúde, pois aguardam a contraprova.

Teste para o coronavírus. (Foto:Divulgação/Agência Pará)

Suspensão das aulas da Rede Estadual e Uepa

Em cumprimento às ações de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus (Covid-19), o Governo do Pará suspende a partir desta quarta-feira (18), até 31 de março, as aulas na rede estadual de ensino fundamental e médio, e também nas escolas técnicas e na Universidade do Estado do Pará (Uepa). Somente a distribuição da merenda escolar será mantida, e os estudantes poderão buscá-la diariamente onde estão matriculados, no mesmo horário em que é servida na escola. A suspensão das aulas é uma medida provisória, mas poderá ser estendida se houver necessidade.

Merenda garantida


Um esquema de rodízio de servidores foi montado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) nas 982 escolas públicas estaduais para garantir, além do atendimento emergencial em alguma eventualidade, o fornecimento da merenda de todos os matriculados durante o período de suspensão das aulas, como parte das ações de enfrentamento ao novo Coronavírus (Covid-19). As refeições serão entregues em marmitas, de acordo com a logística de cada unidade.


A manutenção do fornecimento da merenda visa garantir a saúde e o bem-estar dos estudantes da rede pública, levando em conta que muitos deles têm na escola a única refeição do dia com equilíbrio calórico e energético adequado. "Cada aluno poderá ir buscar na escola onde está matriculado, e vamos prosseguir com as ações de proteção", acrescentou o governador.


A secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, garantiu que os estudantes não serão prejudicados pela interrupção temporária das aulas, pois há planejamento previsto de reposição. "Nós discutiremos o assunto, quando houver segurança para o retorno, com o Conselho Estadual de Educação (CEE). No momento, estamos cumprindo uma medida preventiva no sentido de resguardar os alunos e seus familiares de quaisquer riscos", disse a gestora.

Veja mais notícias sobre SaúdePará.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 14 Julho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection