Manaus 30º • Nublado
Terça, 24 Mai 2022

Alerta de desmatamento na Amazônia ultrapassam mil quilômetros quadrados em abril

Alerta de desmatamento na Amazônia ultrapassam mil quilômetros quadrados em abril

De acordo com dados do sistema de alertas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os alertas de desmatamento na Amazônia passaram de 1 mil km² para o mês de abril, batendo recorde para o período. Os dados foram divulgados na sexta-feira (6).

Segundo o Observatório do Clima, essa é a primeira vez na história dos sistema Deter-B, do Inpe, que os alertas mensais de desmatamento ultrapassam 1.000 km² no mês de abril, chegando a 1.012 km². Isso é grave, pois abril é considerado ainda período de chuva, o chamado "inverno" amazônico.

Outro ponto crucial a se pensar é que os dados de abril estão referidos a apenas 29 dias e, nas medições do Inpe, o mês ainda não foi encerrado, fato que só acontecerá na semana que vem. Portanto, esse número será maior.

No acumulado do ano até o momento (o Inpe sempre mede o desmatamento de agosto de um ano a julho do ano seguinte), os alertas já chegam a 5.070 km², 5% a mais do que no ano passado e segundo maior número da série histórica — perdendo apenas para o recorde de 5.680 km² em 2020. Desde agosto passado, os alertas tem batido recordes: em outubro, janeiro, fevereiro e em abril.

O Amazonas foi o campeão de alertas pela primeira vez no ano, com Lábrea, no sul do Estado, na primeira posição entre os municípios mais desmatados. Isso se deve à explosão da grilagem na região, por conta da tentativa do ex-ministro da Infraestrutura e hoje candidato ao governo paulista, Tarcício Freitas, de pavimentar na marra a BR-319 (Manaus-Porto Velho). A estrada corta uma das áreas mais intocadas da floresta amazônica e estudos indicam que seu asfaltamento quadruplicará a devastação.


Veja mais notícias sobre AmazôniaMeio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 24 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/