Manaus 30º • Nublado
Quarta, 29 Junho 2022

Lendas do Tocantins: conheça 5 lendas do Estado 'caçula' do país

25791_9680c1a2a5a529f6c4fe36efa0b3e2c8

Contadas de geração para geração, as lendas em geral são uma crença popular que faz parte da cultura de um local, mas que não necessariamente tem embasamento na realidade. O Estado do Tocantins, apesar de ser o mais novo do Brasil, com apenas 33 anos de criação, é repleto de mitos e lendas. 

Grande parte do surgimento dessas lendas se dá devido à colonização portuguesa, na qual os indígenas contavam algumas narrativas para os europeus; e ao saber popular que, algumas vezes, pode ser considerado patrimônio imaterial de determinado local.

O Portal Amazônia reuniu cinco lendas tocantinenses que fazem parte do imaginário popular. Conheça:

Rio Providência

Uma das lendas do Estado, fala sobre o rio Ribeirão Providência, localizado em Miracema do Tocantins, distante 68 quilômetros de Palmas. De acordo com a crença, indígenas da etnia Xerente habitavam as margens do rio, que antes se chamava Inferno.

Contudo, por um tempo houve um grande surto de febre na região e os religiosos acharam que o nome 'Inferno' estava amaldiçoando o local, por isso mudaram para o nome atual durante uma missa celebrada por um padre de uma cidade vizinha.

Foto: Reprodução/Conexão Tocantins

Cachoeira da Velha

De acordo com esta lenda, a Cachoeira da Velha, localizada na região do Jalapão, tem esse nome porque uma mulher viúva ia todos os dias ao local na esperança de encontrar o falecido marido. 

Foto: Melhores destinos/Reprodução

Cobra grande embaixo da cidade

Uma lenda presente no imaginário popular do Amazonas e Pará, mas que também faz parte da cultura tocantinense é a da cobra grande enterrada embaixo da cidade. Na versão de Tocantins, a cobra estaria entre a Lagoa Encantada e a Igreja da Matriz, no município de Natividade, na parte sudoeste do Estado.

Diferente das outras lendas que envolvem cobras, esta afirma que enquanto existirem rezadeiras na cidade que rezem para Nossa Senhora aos sábados, o povo de Natividade está em segurança.

Foto: Arquivo/Portal Amazônia

Senhor do Bonfim

Outra lenda que está ligada ao município de Natividade explicaria o surgimento do  povoado do Senhor do Bomfim. De acordo com a narrativa, um vaqueiro encontrou uma imagem do santo em cima de um toco de árvore e as pessoas da cidade foram até o local, recolheram a imagem e levaram para o município. Dias depois a imagem teria desaparecido de Natividade e reaparecido no mesmo local onde foi encontrada pela primeira vez. 

A partir daí, o local passou a ser alvo de peregrinações e hoje é um dos principais pontos religiosos do Tocantins.

O garupinha

Por fim, há a lenda do município de São Miguel do Tocantins, distante 519 quilômetros de Palmas. Os mais velhos contam que no trajeto do Centro da cidade até uma escola de nome Sete Barracas, havia um pé de aroeira muito peculiar. Isso porque toda vez que alguém passava de bicicleta debaixo dele sentia a garupa pesar.

Muitos passaram por debaixo da árvore e se assustaram com estranho peso a mais, mesmo sem ver ninguém na garupa. A lenda é tão popular que quem precisa passar pelo caminho acelera para que o "garupinha" não consiga pegar carona. 

Veja mais notícias sobre Tocantins.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/