Manaus 30º • Nublado
Sábado, 25 Junho 2022

Campeonato de aviãozinho de papel: brincadeira de criança levada a sério

Campeonato de aviãozinho de papel: brincadeira de criança levada a sério

Acredite ou não, uma simples brincadeira de criança pode ser algo sério. Com certeza você já deve ter tem tentado transformar um pedaço de papel em algo mirabolante ou mesmo simples com técnicas de dobraduras. E entre essas dobraduras, uma das mais famosas é o aviãozinho de papel, que conquista crianças e adultos, passando de geração em geração.

E para para montar um "avião", é muito simples: uma folha de papel dobrada ao meio e nas pontas. Mas que não se imagina é que essa simples brincadeira de criança pudesse se tornar uma modalidade esportiva. Isso mesmo! Aviãozinho de papel agora também é sério e com direito à campeonato internacional.

A reportagem do Portal Amazônia acompanhou na última semana uma das etapas do maior torneio de aviões de papel do mundo, a Red Bull Paper Wings, aprovada pelo Paper Aircraft Association, a associação que regula os campeonatos de aviões de papel no mundo e estabelece as diretrizes para os recordes internacionais.

E o campeonato já existe há um bom tempo. A primeira edição da disputa aconteceu em 2006 e a segunda em 2009, sediada na cidade de Salzburgo, na Áustria, onde ainda acontece o torneio. A última edição do campeonato aconteceu em 2019, na arena chamada Hangar-7.

Para quem deseja se tornar um 'piloto', existem três modalidades: Distância; Tempo de voo e Acrobacia. 

Foto: Karina Pinheiro/Portal Amazônia

Na modalidade Distância, o competidor precisa lançar o seu avião o mais distante possível. Na última edição, o americano Jake Hardy foi campeão com 56,61 metros. Já na modalidade Tempo de voo, vence quem conseguir manter o seu avião há mais tempo no ar. Em 2019, o australiano Cameron Clark levou a melhor, com o tempo de 13s33.

A modalidade Acrobacia, ao contrário das duas outras categorias, é disputada de forma online. Os competidores precisam publicar um vídeo criativo de até 30 segundos no TikTok, com as tags referentes ao campeonato e mencionar a marca patrocinadora.

O evento conta com a participação de representantes do mundo inteiro. No caso do Brasil, são realizados torneios regionais e o ganhador das duas modalidades presenciais (Tempo de voo e Distância) vão disputar o campeonato nacional para seguir para a Áustria.

A disputa em Manaus (AM) aconteceu no dia 17 de março, com 308 inscritos, e foi realizada na Universidade Nilton Lins. O evento contou com a presença de 280 competidores das atléticas das universidades Nilton Lins, Fametro, UEA e UFAM. 

A atlética de medicina veterinária da Universidade Nilton Lins, Brutus, mobilizou a faculdade a participar da disputa, além de ter levado torcida e apoio para os competidores. Alguns participantes contaram que foi importante voltar a ter eventos que animem os estudantes. 

"A gente decidiu se inscrever porque é uma coisa muito legal, é um trabalho em equipe. Nós queremos conhecer pessoas novas e por causa da pandemia também, passamos muito tempo parados, e agora chegou um evento que dá para animar a galera. É o primeiro evento que tivemos agora na faculdade esse ano, então a gente tem que aproveitar o máximo", relatou uma das representantes da atlética Brutus.

A atmosfera da disputa era de um grande evento universitário e contou com a presença de torcidas organizadas, bandeiras e até mascote, como foi o caso da atlética de Medicina Veterinária da Faculdade Fametro. Com início às 17h, foi montada uma pista de pouso com marcações que iam até 50 metros.

As decolagens começaram próximo às 18h, com a modalidade Distância e seguiram a disputa até às 21h, com a modalidade Tempo de voo. Muitos estudantes se inscreveram na hora do evento, para participar das disputas. 

Regras

Como toda competição, algumas regras devem ser seguidas: 

1. Os aviões de papel devem ser produzidos na hora, com as folhas de papel disponibilizados pela organização do torneio;

2.  Os aviões de papel só podem ser construídos com uma única folha de papel e deve ser modificada apenas pelas dobras. Não é permitido rasgar, colar, cortar, grampear ou lastrear;

3. A aeronave deve ser lançada por uma pessoa sem ajuda, atrás de uma linha marcada no chão. Ultrapassar a linha leva à desclassificação. Tocar na linha ou em qualquer ponto além dela durante o lançamento leva a uma tentativa inválida. Após a conclusão do lançamento, o participante pode ir além da linha;

4. Duas tentativas por participante são permitidas. Aviões diferentes podem ser usados e a melhor tentativa conta;

5. As decolagens precisam ser realizadas em ambientes fechados, sem a presença de  vento, ar condicionado ou ventilador.

Resultados

Ao fim das decolagens, os 'top três' das modalidades se formaram com os seguintes competidores:

Maior distância
1) Mateus Albuquerque - 26,82m
2) Caio de Oliveira - 25,90m
3) Juvaldir da Silva - 25,79m

Maior tempo de voo
1) Artur Casani Rech - 6,44s
2) Ensu Perrone - 5,20s
3) Luigui Lima - 4,92s

Confira alguns momentos da competição:

Veja mais notícias sobre Amazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/