Manaus 30º • Nublado
Segunda, 29 Novembro 2021

Projeto mapeia brinquedos e brincadeiras em comunidades de Chapada dos Guimarães

O projeto Cartografia do brincar – brinquedos e brincadeiras do centro da América do Sul, contemplado no Edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), tem como objetivo mapear os brinquedos e brincadeiras praticados pelas crianças e por adultos fazedores de brinquedos, de Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso.

A partir da pesquisa será confeccionado um livro com um mapa conceitual, fotos e ilustrações das brincadeiras mais relevantes. Cerca de 300 exemplares do livro serão distribuídos nas escolas públicas e privadas do município. De acordo com a proponente do projeto, Micheli Sierra, a intenção é "semear e multiplicar através dos professores um olhar mais atento à importância do livre brincar". O livro deve ser lançado e distribuído em meados de maio.

O brincar é o momento onde a criança explora o mundo, suas relações, seus conflitos, soluções e a partir disso, ela não apenas reproduz, ela elabora e produz cultura. Resgatar e registrar essas brincadeiras e brinquedos construídos pelas crianças é observar um mundo a ser construído e permitir um olhar para a infância de forma honesta, sem os filtros limitantes dos adultos. Possibilitando assim, uma abertura às contribuições que as crianças trazem para a sociedade.

"O projeto traz o contexto da territorialidade do brincar e da potência da infância, onde a criança é protagonista e narradora de sua própria história. É uma viagem ao devir e um aprofundamento no imaginário, desvelando as contribuições da cultura da infância para um mundo melhor", destaca Micheli.

A pesquisa teve início em 30 de janeiro deste ano. Na primeira etapa, a equipe visitou 12 comunidades rurais, registrando in loco as mais diversas manifestações do brincar. Neste domingo (21.03), a equipe encerra a segunda etapa de pesquisas, que compreende a população de 04 bairros periféricos da zona urbana de Chapada dos Guimarães.

O próximo passo será a de organização do livro, com a seleção das brincadeiras mais relevantes; confecção do mapa temático conceitual indicando do que se brinca em cada comunidade; seleção de imagens/fotos coletadas; descrição das regras, passo a passo e ilustrações dos jogos e brincadeiras. Para isso, Micheli conta com o geógrafo Eduardo Rocha, a artista visual Fabrícia Campello, e também com a designer gráfica Roseli Carnaíba.

Micheli Sierra é artesã brinquedista, bonequeira, palhaça, arte educadora e estudante de artes visuais, pesquisadora do brincar e do teatro de animação. Dois brinquedos criados por ela foram publicados no livro e exposição itinerante "Brinquedos do Brasil - Invenção de Muitas Mãos" produzido pelo Sesc Departamento Nacional.

Veja mais notícias sobre NotíciasCulturaCidadesMato Grosso.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 29 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/