Manaus 30º • Nublado
Quarta, 29 Junho 2022

5 dicas do que fazer em Tefé, o "coração da Amazônia"

O Amazonas é o maior Estado brasileiro em extensão territorial e tanta imensidão traz consigo uma diversidade de destinos e paisagens para seus visitantes. Entre tantas opções, está o município de Tefé, conhecido como o "coração da Amazônia", por estar geograficamente localizado no centro da Amazônia Internacional.

Confira seis dicas para aproveitar o que o município tem para oferecer em um roteiro de um dia pela cidade:

Foto: Newton Marcos Leone Porto/Catalinas no Brasil

Feira Municipal de Tefé

Para iniciar o dia, a dica é tomar um café da manhã reforçado na Feira Municipal de Tefé. Inaugurada em 2019, a feira fica localizada na orla da cidade e tem vista privilegiada para o lago Tefé. O primeiro andar da feira é composto de bancas repletas de iguarias locais como farinha, açaí batido na hora e diversas frutas e verduras da região.

Já no segundo andar ficam boxes com restaurantes que servem o melhor do café regional, como pupunha, x-caboquinho, cará roxo e tapiocas com diversos recheios. Deliciosos pratos para conhecer a gastronomia amazônida.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Seminário São José

Em seguida, que tal uma caminhada até o Seminário São José? É um dos prédios mais antigos da cidade, que teve sua construção iniciada em 1913, porém finalizada só em 1932. A construção é uma obra de arquitetos franceses.

O seminário é de grande importância para a região e foi o principal centro de formação e educação do Médio Solimões. Além de sua relevância histórica, o prédio oferece uma linda vista para o lago Tefé e conta com um belo jardim que fica de frente para a orla da cidade.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Encontro das águas

A próxima parada é o encontro das águas. Manaus não é a única cidade do Amazonas a possuir esse fenômeno natural. Tefé também desfruta de um lindo encontro das águas formado pelo encontro do lago Tefé com o rio Solimões.

O local é ainda o habitat natural de botos cor-de-rosa e bastam alguns minutos no barco para que os mamíferos comecem a aparecer entre um mergulho e outro, proporcionando a incrível experiência que é observar esses animais em seu habitat natural. 

Para chegar até o encontro das águas, o visitante precisa caminhar até o porto da cidade e negociar o transporte com um dos barqueiros. O valor fica em uma média de R$ 25 por pessoa.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Comunidade das Missões

A próxima parada é a Comunidade das Missões. Fundada em 1897 por padres espiritanos franceses, suíços e alemães, a comunidade conta com um jardim com uma visão privilegiada do rio, porém o que mais chama a atenção do visitante é um casarão centenário construído em 1954 por irmãos holandeses. A construção fica de frente para o rio e leva o turista a uma viagem no tempo por seu cenário bucólico.

O acesso até a comunidade das Missões é feito somente por via fluvial, em embarcações chamadas catraias. O traslado custa em média R$ 60 por pessoa, e o tempo de viagem é de cerca de 30 minutos.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Catedral de Santa Teresa

Retornando à cidade, a parada final é na Catedral de Santa Teresa, o primeiro grande prédio do município. Inaugurada em 1935 e situada no centro da cidade, a construção é uma mistura de arquitetura francesa e portuguesa e foi obra de padres jesuítas.

FOTOS: Janailton Falcão/Amazonastur
Todo dia 15 de outubro, a Catedral é palco da festa de Santa Teresa, que reúne romeiros de diversos municípios como Uarini, Coari e outras cidades do Médio Solimões. A praça em frente à igreja é o lugar perfeito para tomar um sorvete e ver o pôr do sol.

Foto: Janailton Falcão/Amazonastur

Como chegar

Localizado a cerca de 523 quilômetros de Manaus, capital do Amazonas, o município de Tefé tem acesso por via aérea ou fluvial. A cidade conta com um aeroporto que recebe voos comerciais aos domingos, terças e quintas.

Por via fluvial há dois tipos de embarcações que realizam o trajeto: as lanchas rápidas saem do porto de Manaus todos os dias às 6h e custam R$ 460 por pessoa, com uma viagem que dura cerca de 14 horas; já os barcos de passeio contam com partidas de terça a sábado, sempre ao meio-dia, e as passagens custam cerca de R$ 200 por pessoa, com o trajeto que dura em média 36 horas.


Veja mais notícias sobre TurismoAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/