Manaus 30º • Nublado
Domingo, 26 Junho 2022

10 locais onde a série ‘Cidade invisível’ poderia ser filmada na Amazônia

Captura-de-tela-2022-05-05-143240

A adaptação do folclore brasileiro com o mundo contemporâneo é uma das principais características da série 'Cidade invisível', lançada em fevereiro de 2021 pela rede de streaming Netflix. Personagens como o boto-cor-de-rosa, cuca, iara, saci e o curupira fazem parte do drama policial com elementos místicos. 

A série se passa na cidade do Rio de Janeiro, o que provocou algumas críticas do público, por ser distante da Amazônia, local de origem de algumas das lendas retratadas.

O Portal Amazônia procurou alguns lugares na região amazônica que poderiam ambientar a série. Confira:

Foto: Divulgação/Netflix

Ruínas de Paricatuba (AM)

Construída em 1898, no apogeu do ciclo da borracha, serviu inicialmente para hospedar imigrantes italianos que vieram em busca de trabalho no Amazonas.

Após passar um período abandonado, tornou-se um liceu de artes e ofícios e por volta de 1900 foi transformado na casa de detenção de Paricatuba. Em meados da década de 1920 começou a receber pessoas com hanseníase e ficou conhecido como o Leprosário de Paricatuba.

Atualmente, a região foi tomada pela natureza e se tornou um ponto turístico para quem passa pela Vila de Paricatuba, no município de Iranduba, há cerca de 30 km de Manaus.

Leia também: Conheça a história do Leprosário de Paricatuba, "a cidade da dor"

Alter do Chão (PA) 

Popularmente conhecida como "caribe" brasileiro, as praias do distrito de Alter do Chão, no Pará, facilmente poderiam abrigar as cenas da segunda temporada de cidade invisível. 

Alter do Chão possui belas praias, lagos e morros verdes que lembram pequenas montanhas, além de abrigar a festa mais antiga da Amazônia brasileira, a festa do Sairé. 

Já pensou a Iara da série (interpretada por Jéssica Córes) nadando no principal ponto turístico de Santarém e um dos principais da Região Norte do país?

Leia mais: Conheça Alter do Chão: o Caribe da Amazônia

Foto: Reprodução/Mar sem fim

Presidente Figueiredo (AM) 

Distante pouco mais de 100 km da capital amazonense, a 'Terra das Cachoeiras' abriga mais de 100 cachoeiras bem preservadas que atraem turistas do mundo todo. No período de cheia dos rios é possível até fazer rafting, boia cross, caiaque, tirolesa e rapel.

Além das cachoeiras, há lindos cenários nas grutas, cavernas e trilhas que poderiam ser a Vila Toré, a fantasiosa comunidade que originalmente é gravada ao redor da cidade do Rio de Janeiro.

Leia também: Conheça 15 cachoeiras para se refrescar em Presidente Figueiredo

Foto: José Eduardo Camargo/Wikimedia Commons

Arquipélago de Bailique (AP) 

Outro local que poderia representar a comunidade da série que lutava contra uma imponente construtora que desejava construir um resort para a alta sociedade é o Arquipélago de Bailique, no Amapá.

O arquipélago abriga um conjunto de oito ilhas e atualmente corre risco de desaparecer devido à erosão de terras, fenômeno conhecido como 'terras caídas', e a salinização da água doce.

Foto: Reprodução/Brasil de fato

Forte do Amapá (AP)

Construída no século XVIII na margem esquerda do Rio Amazonas, a Fortaleza de São José de Macapá é a maior fortificação do Brasil. Erguida com o propósito de defender a Amazônia diante da possibilidade de uma suposta invasão. Seria um belo cenário para a série também, não é mesmo?

Foto: Reprodução/Secom GEA

Estrada de Ferro Madeira Mamoré (RO) 

Local digno de uma produção cinematográfica, a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré é um ícone ferroviário mundial. Foi a 15ª ferrovia construída no Brasil e a primeira grande obra da engenharia civil americana fora dos EUA.

Foi desativada em 1966, após 54 anos de atividade, pelo então presidente da república Humberto de Alencar Castelo Branco. Poderia ser um dos misteriosos locais em que os seres místicos se reúnem.  

Foto: Portal Amazônia

Calçadão da Gameleira (AC) 

Cheio de cor e considerado um ponto turístico e histórico de Rio Branco, no Acre, o Calçadão da Gameleira é considerado a primeira rua da cidade. Revitalizado em 2002, o calçadão virou palco de atrações culturais, de lazer e turismo.

Lembra um pouco a rua onde o bar de um dos personagens fica, não? Mas nesse caso bem mais colorida. 

Foto: Reprodução/Minube

Rio Crôa (AC) 

Cenário pouco conhecido pelos próprios acreanos, o Rio Croa, localizado no município de Cruzeiro do Sul, abriga paisagens naturais e é diverso na fauna e flora amazônica. Fica próxima da área urbana do município e o rio possui características de um lago. O ambiente seria interessante para instalar a comunidade da Vila Toré.

Foto: Reprodução/Agência Acre

Serra do Tepequém (RR)

Situado entre os limites da Venezuela e Roraima, o Tepequém foi conhecido anos atrás pela exploração de ouro, diamante e outras pedras preciosas. Hoje vive de sua maior riqueza: a natureza, tendo seu ápice em seu ponto mais alto, situado a 1200 metros de altitude.

Está localizado a aproximadamente 200 km da capital Boa Vista-RR. Geograficamente encontra-se entre o Rio Amajarí, ao norte, e a Ilha de Maracá, ao sul. Seria ou não uma locação interessante para encontrar o Curupira e seu companheiros?

Foto: Reprodução/Jornal do Comércio

Pedra Furada do Jalapão (TO)

Por fim,  a Pedra Furada do Jalapão foi esculpida na rocha de arenito em meio ao cerrado, os buracos permitem cenários para a gravação de cenas encantadoras, como os personagens folclóricos.

Foto: Monique Renne

Que outros locais na Amazônia poderiam fazer parte desta lista?


Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/