Manaus 30º • Nublado
Quinta, 02 Fevereiro 2023

Mikéliton Alves lança livro Epopeia Rondônia

O livro 'Epopeia Rondônia – a emocionante história da terra do Eldorado', do artista plástico Mikéliton Alves, é um incentivo à valorização da história de Rondônia e a aprendizagem de LIBRAS. A publicação desse material tornou-se possível por meio do PRÊMIO DE PRODUÇÃO LITERÁRIA, FONOGRÁFICA E DIGITAL PARA DIFUSÃO DE EXPRESSÕES CULTURAIS, LEI ALDIR BLANC 2021. EDITAL Nº 31/2021/SEJUCEL-CODEC. 2ª EDIÇÃO MARECHAL RONDON.

Destaque da capa da obra. Foto: Mikéliton Alves

Epopeia Rondônia, lançado no final do mês de junho, contou com a presença de vários escritores, representantes das Academias de Letras de Rondônia, lideranças da Comunidade Surda, intérpretes de LIBRAS, empresários, jornalistas, professores e alunos de escolas públicas de Porto Velho e convidados em geral.

Abertura do evento. Foto: Mario Venere

Para o autor Mikéliton o livro homenageia os pioneiros de Rondônia, proporciona o contato com a Libras e fortalece o sentimento de pertencimento das pessoas aos lugares e ao estado.

A obra é composta por textos curtos, coloridos e ilustrados pelo próprio artista plástico, com tradução integral para LIBRAS, mostrando fatos inéditos presentes na história de Rondônia. Há no material sugestões de atividades educativas para incentivar à prática da leitura de maneira lúdica e envolvente.

A mensagem do livro dá ênfase à história de Rondônia, do expressar das emoções de pertencimento aos lugares e de organizar uma publicação inédita voltada para o público da comunidade surda, pensando na inclusão, integração e desenvolvimento das crianças e adolescentes surdos.

Para o diretor da biblioteca municipal Viveiro das Letras, Alexandre Dourado, "a obra é uma fonte de pesquisa para a promoção do avanço da literatura voltada para surdos, do incentivo à leitura e do reconhecimento da Libras".

Mikéliton Alves

Artista plástico, natural da Paraíba e reside em Porto Velho/RO. O talentoso artista se destaca pelo estilo original de mostrar a vida urbana, rural e ribeirinha do Norte do Brasil. Suas pinturas, desenhos e ilustrações digitais são instrumentos de ressignificação dos valores regionais, fortalecendo a identidade amazônica.

É um artista que se preocupa em valorizar a história de Rondônia, o cotidiano de sua gente e a dimensão da acessibilidade. Mikéliton é aclamado e reconhecido em Rondônia pela arte tão expressiva, original e que fortalece a ligação das pessoas aos lugares.

Artista plástico Mikéliton. Foto: Mario Venere

Epopeia Rondônia fala dos desafios e legados de personagens históricos, como Tereza, a Rainha Negra de Benguela. "Com a Rainha Negra de Benguela aprendemos que a verdadeira nobreza não é determinada pelos bens ou posição social e sim pelos valores do coração".

O lançamento contou com uma programação especial realizada nos dias 29 e 30 de junho, no Porto Velho Shopping, tendo palestras, apresentação musical e diálogos culturais, o que agregou segmentos importantes da sociedade para essa celebração cultural.

No primeiro dia, a participação do Grupo Musical Minhas Raízes da comunidade de Nazaré e do historiador Lourismar Barroso, o qual falou sobre a vida e obra de Marechal Rondon foram bastante aplaudidos pelo público presente.

Grupo Minhas Raízes da Comunidade de Nazaré. Foto: Mario Venere
Professor vestido de Marechal Rondon. Foto: Mario Venere

E no segundo dia foi realizado um Talk Show com historiadores Célio Leandro e Beto Peixoto, escritora Nair Gurgel e jornalista Lúcio Albuquerque fazendo o encerramento do evento, tendo a presença dos alunos da Escola Estadual Major Guapindaia e convidados.

Palestrantes convidados para a programação de lançamento do livro. Foto: Mario Venere

A obra Epopeia Rondônia contribui para a valorização da identidade da cultura surda e o exercício da cidadania, além de ser uma publicação integralmente traduzida para LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais. O livro está sendo distribuído gratuitamente às escolas, universidades e bibliotecas. Segue o contato do autor: (69) 9 8446 5522.

Que esta experiência de Olhar Amazônia, com pertencimento e valorização da história regional, possa ser multiplicada para a definição de campos possíveis de ação nas políticas públicas destinadas às populações da Amazônia. Continue nos acompanhando e envie suas sugestões no e-mail:

Sobre a autora

Lucileyde Feitosa é professora, Pós-Doutora em Comunicação e Sociedade (Universidade do Minho/Portugal), Pós-Doutora em Geografia pela Universidade do Minho/Portugal, Doutora em Geografia/UFPR, Integrante do Movimento Jornalismo e Ciência na Amazônia e colunista da Rádio CBN Amazônia/Porto Velho.

*O conteúdo é de responsabilidade do colunista 


Veja mais notícias sobre Amazônia Ribeirinha.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 02 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/