Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 18 Abril 2021

Conheça o cacau da Amazônia, matéria-prima do chocolate

Paixão mundial e fenômeno do período da Páscoa, o chocolate é feito a partir das amêndoas do cacau. De origem amazônica, o fruto já é consumido há cerca de 5,5 mil anos e vem cada vez mais conquistado o paladar ao redor do mundo. Não poderia ser diferente, os estados da Amazônia concentram cerca de 56% da produção do fruto no país.

O Pará, por exemplo, conquistou pelo segundo ano consecutivo o posto de maior produtor de cacau do Brasil, com 51,5% da produção nacional. Além do Pará, Rondônia e Amazonas também figuram entre os maiores produtores do país.

Foto: Ricardo Amanajás/Agência Pará

Famoso por ser a matéria-prima do chocolate, a Amazônia tem despontado cada vez mais na produção do doce - e com qualidade. Os chocolates produzidos com as amêndoas de pequenas e pequenos produtores de cacau do assentamento rural Tuerê, em Novo Repartimento, no Pará, por exemplo já foram premiador cinco vezes nos últimos anos.

Nem só de matéria-prima, porém, o Pará quer viver. Alcançado o topo no ranking da produção, o desafio agora é investir no beneficiamento do cacau, para que, em breve, o coelhinho da Páscoa distribua ovos produzidos por empresas locais. Uma das metas é instalar unidades fabris que trabalhem a técnica bean to bar (da amêndoa ao chocolate).

O chef Fabio Sicilia confessa que estava cansado de ver tanta valorização do chocolate de outros países quando uma das melhores matérias-primas do mundo está em solo amazônico. Ele criou a Gaudens Chocolates, em 2012, com o objetivo de apresentar um novo conceito de experiências e sensações.

"O cacau é tão nosso quanto o cupuaçu, o açaí. Não é da Bahia, não estava na África, foi levado daqui para lá, ou de outros países onde também está a Amazônia. A qualidade é excepcional, em especial na Transamazônica, região de solo muito fértil. O de Medicilândia, por exemplo, é fenomenal, não tem condição igual. Acho absurdo se falar em chocolate belga quando temos a matéria-prima. Aprendi que o grande diferencial é saber trabalhar a técnica, mas a qualidade do cacau faz toda a diferença. E temos aqui, só que por incrível que pareça, ainda tem muita gente que não sabe", atesta.

Na mitologia Inca, o cacau é um símbolo de reencontro e harmonia com a natureza. Diz a lenda que o deus das chuvas Khuno destrui uma aldeia com fortes tempestades, pois os moradores haviam desmatado e queimado uma área para uso na agricultura. Com o fim das chuvas, os sobreviventes encontraram uma árvore de cacau e o fruto passou a ser o principal cultivo da região.

Acredita-se que a cacaueira era reverenciada pelos povos tradicionais da Amazônia e que as sementes do cacau eram utilizadas inclusive como moeda. Oficialmente, o cultivo do cacau começou no Brasil em 1679, através da Carta Régia que autorizava os colonizadores a plantá-lo em suas terras.

O Brasil tem quase 70 mil produtores que cultivam o cacau em quase 700 mil hectares. Cerca de 80% desses produtores são classificados como pequenos e médios produtores.

Veja mais notícias sobre AmazôniaSustentabilidade.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 19 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/