Áreas indígenas no Oiapoque recebem 100 mil sementes de mandioca com melhoria genética para plantação

O objetivo é avaliar o plantio dessas sementes, que são mais resistentes e com maior capacidade de produção, em áreas indígenas.

Inicialmente, as manivas-sementes serão replicadas no campus da Embrapa/AP. Foto: Reprodução/Arquivo Secom AP

O Governo do Amapá adquiriu, no Estado do Pará, 100 mil manivas-semente de mandioca que apresentam melhoramento genético, sendo mais resistentes e com maior capacidade de produção. O objetivo é avaliar o plantio dessas sementes em áreas indígenas no município de Oiapoque.

As sementes são das espécies manivão, poti, Jurara e mari. Elas são mais resistentes às pragas e têm maior capacidade de produção. É possível chegar a cerca de 30 toneladas de raízes por hectare, sendo que a média de produção no Amapá, atualmente, é de dez toneladas por hectare. 

Representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (SDR) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) estiveram na cidade de Tracuateua, no Pará, para tratar do envio das sementes.

Melhoramento genético

O volume adquirido é suficiente para plantio em 10 hectares. Inicialmente, elas serão cultivadas pela Embrapa em uma área rural para posterior plantio nas terras indígenas.

“Estamos fazendo uma certificação genética das sementes que levaremos para as áreas indígenas de Oiapoque e procuramos uma das melhores manivas do país para atender essa demanda. O que levaremos são quatro variedades e, em seguida, a Embrapa irá replicar para plantio nas comunidades indígena”, informou o gestor da SDR, Kelson Vaz.

No Amapá, cerca de 1700 mil hectares são dedicados à produção agrícola indígena. O plano é iniciar o cultivo das novas variedades em Oiapoque entre os meses de dezembro de 2023 e janeiro de 2024.

“O que apresentamos é um material com maior possibilidade de resistir às fortes chuvas e às dificuldades do campo. O que faremos, inicialmente, é selecionar sementes com maiores possibilidades de se adequar às características da região e essas quatro vêm apresentando bons resultados em diversas terras no Amapá”

destacou o maniveiro paraense Benedito Dutra.

Reniva Amapá 

É uma estratégia de produção de materiais de plantio de mandioca com o objetivo de difundir, por meio de uma rede devidamente articulada para multiplicação, a transferência de manivas-semente de mandioca com garantida qualidade genética e fitossanitária, tanto para pequenos agricultores familiares quanto para os grandes agricultores. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Abelhas são fonte de renda extra para agricultores familiares no Mato Grosso

Projeto Semêa, realizado pela Fundação Bunge, incentiva o uso de abelhas para fomentar agricultura regenerativa e de baixo carbono.

Leia também

Publicidade