Fotógrafo faz registros raros de gavião-de-penacho e filhote no ninho

Ave é considerada vulnerável na escala de risco de extinção. Ninho onde o filhote foi flagrado é monitorado desde 2020, quando ele foi descoberto.

O fotógrafo Carlos Tuyama fez registros raros: uma mãe e um filhote de gavião-de-penacho no ninho, uma espécie rara, considerada vulnerável na escala de risco de extinção.

A expressão da mãe na fotografia é clara: não ouse chegar perto! Com o olhar e postura de proteção, a ave vigia o pequeno filhote que tinha nascido há apenas três dias.

Gavião-de-penacho e filhote com 15 dias de vida em Cacoal, RO — Foto: Carlos Tuyama

O ninho fica em uma reserva florestal particular no município de Cacoal (RO), a cerca de 40 km do centro da cidade. É um dos quatro ninhos de gavião-de-penacho descobertos em Rondônia e o único atualmente monitorado pelo Projeto Harpia.

“Outros dois, as árvores ou os sítios reprodutivos se tornaram inviáveis (derrubadas ou queimadas), e um outro ninho bastante distante, o que dificulta muito nosso acesso”, explica Tuyama.

O projeto Harpia Brasil é um programa nacional que se dedica à conservação e pesquisa de animais. Tuyama é integrante do projeto há anos. O ninho onde o filhote foi flagrado é monitorado desde 2020, quando ele foi descoberto. Para monitorar o local, foram instaladas câmeras traps no alto das árvores. 

“Na época do descobrimento do ninho havia um filhote já grande que poucos meses depois dispersou. Em Maio de 2022 acompanhamos o nascimento de um segundo filhote e agora em Março de 2024 registramos o nascimento do terceiro filhote”, relembra o fotógrafo.

Gavião-de-penacho e filhote em Cacoal, RO — Foto: Carlos Tuyama

Segundo Tuyama, as câmeras servem para fazer o acompanhamento das ações reprodutivas das aves, além do o crescimento do filhote e o comportamento de cuidado dos pais. Também é possível observar a dieta alimentar.

“A cada 2 anos (um pouco mais ou um pouco menos) eles criam um único filhote. As condições parecem favoráveis pois eles têm tido um ótimo índice de sucesso reprodutivo”, comentou.

Os registros feitos por Tuyama acompanham o nascimento do filhote, até sua evolução. O último registro mostra ele com cerca de um mês de vida, ainda no ninho. 

O gavião-de-penacho é uma ave de grande porte, medindo de 58 a 67 centímetros. Os machos podem pesar cerca de um quilo e as fêmeas, um quilo e meio. Na coroa possui um conjunto de penas que medem até 10 centímetros e formam um penacho preto.

Por Jaíne Quele Cruz, g1 RO* 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Riqueza botânica do Parque Estadual da Serra dos Martírios é registrada em livro 

O livro é fruto do trabalho de sete pesquisadores do Ideflor-Bio, da Embrapa Amazônia Oriental e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Leia também

Publicidade