Manaus 30º • Nublado
Sábado, 20 Abril 2024

Mico rondoni: espécie de macaco que só pode ser vista em Rondônia está em risco de extinção

b2ap3_medium_Captura-de-tela-2024-01-11-170654

Entre as mais diversas espécies de macacos no mundo, somente uma foi batizada com o nome de um Estado brasileiro: o Mico rondoni. O primata, visto apenas em Rondônia, está na lista de animais em vulnerável de extinção, de acordo com o Sistema de Avaliação do Risco de Extinção da Biodiversidade (SALVE).

Além dele ser rondoniense, o Mico rondoni é uma espécie de macaco pequeno e tem como principal característica a pelagem cinza.

Registro do Mico rondoni feito no centro urbano em Porto Velh. Foto: Emily Costa/g1 Rondônia
De acordo com a professora e bióloga da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Marcela Oliveira, a espécie foi encontrada pela primeira vez entre a margem direita do rio Madeira até a margem esquerda do rio Machado, em Ji-Paraná (RO).

Segundo a bióloga, ele é um dos mais recentes primatas descoberto no mundo. A classificação ocorreu em 2010, quando foram identificados materiais genéticos e morfológicos que diferencia a espécie em relação a outras. Além disso, observou-se que o mico foi avistado exclusivamente na floresta do Estado.

"O mico é uma espécie recentemente descoberta pela ciência, foi descrito só em 2010. Antes ele era conhecido como outra espécie que só possui na região de Ji-Paraná", destacou a pesquisadora. 

Animal vulnerável de extinção

Conforme a plataforma SALVE, desenvolvida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Mico rondoni, conhecido como Mico-de-Rondônia, é classificado como 'animal vulnerável de extinção', quando as melhores evidências indicam que a espécie enfrenta um alto risco de extinção na natureza, com base em critérios específicos. A classificação reflete o nível de ameaça ou conhecimento sobre a população da espécie na natureza. 
Primata, encontrado apenas em Rondônia, está na lista de animais em vulnerável de extinção. Foto: Divulgação/Ibama
Segundo a especialista, devido à sua presença em áreas predominantemente desmatadas do Estado, o mico sofre uma redução do seu espaço territorial. Por isso, é comum ser encontrado também em centros urbanos, como na capital.

O Mico rondoni exerce um importante papel na natureza, principalmente no equilíbrio ecológico ao se alimentar de insetos, como gafanhotos e formigas. Além disso, contribui para o processo de regeneração de áreas degradadas, ao jogar sementes de frutas na região, após sua alimentação. 

Como identificar? 

De acordo com o biólogo João Chaves, a principal característica do Mico rondoni é a coloração cinza de sua pelagem, que o diferencia de outros primatas. Além disso, é um macaco de pequeno porte e possui tendência a andar em bandos ou casais.

Em algumas regiões de matas preservadas, os grupos dessa espécie podem mostrar comportamento mais arriscado e territorialista, mas não representam uma ameaça.

O especialista explica que, ao entrar em contato com esses animais, é importante não oferecer frutas, sucos ou alimentos, pois essa prática pode causar riscos de transmissão de doenças, além de alterar a dieta original da espécie. 

*Por Emily Costa e Mylla Pereira, Rede Amazônica Rondônia


Veja mais notícias sobre Meio AmbienteRondônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 20 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/