Manaus 30º • Nublado
Quarta, 17 Agosto 2022

Educação inclusiva: Escola Ana Sandra forma primeira turma do Curso de Libras, aberto à comunidade

Através do projeto Libras: Fale essa língua!, 29 pessoas, entre servidores e pais de alunos da Escola Municipal Profª Ana Sandra Nascimento, concluíram o Curso Básico de Libras, aberto à comunidade. Os participantes da primeira turma, receberam os certificados de 40h, e já saíram dominando o básico da Língua Brasileira de Sinais, considerada a segunda língua oficial do país.

Os participantes da primeira turma já saíram dominando o básico da Língua Brasileira de Sinais. Foto: Andrezza Mariot/Semuc/PMBV

A iniciativa é da escola e a ideia é apresentar a modalidade linguística para a comunidade, visando à interação intercultural entre surdos e seus ouvintes, fortalecendo ainda mais a educação inclusiva dentro e fora da escola. O curso foi concluído em duas semanas de aulas noturnas.

O projeto foi idealizado pelos professores Felipe Malcher e Iolanda Viana, em parceria com a gestão escolar. Felipe explicou que a unidade vem recebendo alunos surdos desde o ano passado, e está se tornando uma escola polo da Educação Bilíngue. "Este é só o início de um grande projeto de Libras que temos na escola, visando sempre o investimento na inclusão e acessibilidade", disse.

Tamires Gomes, mãe do aluno Samuel, aprovou a iniciativa de promover a inclusão na escola. Foto: Andrezza Mariot/Semuc/PMBV

Atualmente, 10 alunos com deficiência auditiva são atendidos na unidade. O presidente da Associação de Surdos do Estado de Roraima, o Hiderlan Bonfim, que também é surdo, atua como professor de Libras. Foi um dos grandes incentivadores e, assim como os alunos, serviu de inspiração para a criação do projeto inclusivo na unidade.

Quem participou do curso foi Tamires Gomes, mãe do Samuel de Moraes, 6 anos, aluno surdo do 1° ano A. "É muito importante e fundamental, eu diria. Graças a Deus é o primeiro de muitos e eu torço para que outras pessoas também sintam essa vontade de aprender, para poder incluir", falou.

Comunidade aprova iniciativa e projeto se tornará programa permanente, na escola da rede pública no município de Boa Vista. Foto: Andrezza Mariot/Semuc/PMBV

O vice gestor da escola, Cinézio dos Santos, ressaltou que a iniciativa contribui para a qualidade de ensino na instituição. E já anunciou que o projeto vai se tornar um programa permanente na escola. Isso porque a comunidade aprovou a iniciativa e a procura está grande para as próximas turmas, previstas para o segundo semestre.

"Estamos muito felizes, hoje entregamos os certificados aos participantes. No segundo semestre vamos dar continuidade. Convido toda a comunidade do bairro Cidade Satélite para participar, para que nossa escola seja, de fato, um polo de educação especial", ressaltou.

Educação Bilíngue na rede municipal

Desde 2014, a Prefeitura disponibiliza a Educação Bilíngue a alunos com surdez, atendidos na rede municipal de ensino. O que permite que estas crianças tenham auxilio de um professor de Libras em sala de aula. Hoje, 22 profissionais atendem 33 alunos, ensinando a LIBRAS como primeira língua e o português como segunda na modalidade escrita. 


Veja mais notícias sobre Especial Publicitário.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 17 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/