Manaus 30º • Nublado
Quinta, 01 Dezembro 2022

Secretarias municipais de educação e organizações sociais do Amazonas podem solicitar os livros da campanha "Leia com uma criança"

A campanha "Leia com uma criança", do Itaú Social, distribuirá gratuitamente dois milhões de livros. A destinação será feita exclusivamente para secretarias municipais de educação e organizações da sociedade civil (bibliotecas comunitárias, associações de bairro, dentre outras). As obras selecionadas para esta edição são 'De passinho em passinho: um livro para sonhar e dançar' e 'A pescaria do curumim e outros poemas indígenas'.

As solicitações podem ser feitas por instituições de todo o Brasil, porém serão priorizadas aquelas localizadas em municípios mais vulneráveis considerando parâmetros como grau de concentração de renda (Índice de Gini), Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), indicadores de pobreza e outros. É possível conferir mais informações e a lista de cidades prioritárias no regulamento oficial. As instituições podem solicitar um kit - composto por dois livros - para cada criança atendida ou matriculada. A página do programa é itausocial.org.br/leiacomumacrianca.

"Desde 2010, nosso intuito é estimular os adultos a lerem com as crianças como forma de fortalecimento dos vínculos afetivos e participação ativa na educação. E, diante dos desafios impostos pelo acirramento das desigualdades, reafirmamos o nosso compromisso com a equidade. Direcionamos os esforços da campanha para promover e democratizar o acesso à leitura literária de qualidade para famílias e crianças em situação de maior vulnerabilidade socioeconômica. Nossa intenção é que mais crianças ampliem seu repertório cultural usando a imaginação e a criatividade, enriquecendo e expandindo, assim, suas experiências com os outros e com elas mesmas", ressalta a superintendente do Itaú Social, Angela Dannemann.

Foto: Divulgação/Itaú Social

Somente organizações sociais e secretarias municipais de educação podem solicitar os livros, no entanto, toda a sociedade pode fazer parte da mobilização indicando o programa para uma entidade elegível. Além disso, estão disponíveis, gratuitamente, 14 títulos da estante digital e um acervo de 22 obras já distribuídas em anos anteriores em versões audiovisuais acessíveis, voltadas para o público com deficiência.

Sobre os livros distribuídos em 2022

O Itaú Social promoveu um edital para selecionar apenas obras que valorizam histórias, pessoas e culturas negras e indígenas. Essa seleção reconhece o potencial da literatura para contribuir com a diminuição das desigualdades e com a valorização das diferenças. Puderam participar editoras brasileiras, com prioridade para livros de autores ou ilustradores que se autodeclaram negros e/ou indígenas. Os livros selecionados foram:

De passinho em passinho: um livro para sonhar e dançar – Editora Companhia das Letrinhas

A obra tem ilustrações de Bruna Lubambo e texto de Otávio Júnior escritor, contador de histórias e produtor teatral que ficou conhecido por abrir a primeira biblioteca nas favelas do Complexo do Alemão e no Complexo da Penha, no Rio de Janeiro. O livro traz danças e ritmos periféricos, protagonizados por crianças e jovens. A produção tem como pano de fundo uma pesquisa cuidadosa sobre o estilo funk e seus demais aspectos culturais no país.

Foto: Divulgação/Itaú Social

A pescaria do curumim e outros poemas indígenas - Editora Panda Books

Nos doze poemas desse livro, Tiago Hakiy, escritor descendente do povo Sateré Mawé, tece versos recheados de lembranças e afetos sobre um jeito de ser criança que tem muitas relações com a natureza. As coloridas ilustrações de Taísa Borges acrescentam ainda mais riqueza ao universo retratado pelo escritor. Cores, peixes, pássaros, costumes e olhares sobre o dia a dia na floresta despertam conversas e a imaginação.

Foto: Divulgação/Itaú Social

Livros acessíveis

É possível solicitar ainda as versões das obras em braille e fonte ampliada para crianças com deficiência visual, e em formato audiovisual com múltiplos recursos de acessibilidade, como Libras e audiodescrição. A distribuição dos livros acessíveis prioriza instituições que desenvolvam ações inclusivas e acessíveis de leitura. As versões audiovisuais acessíveis também podem ser encontradas on-line na página do programa.

As solicitações de kits da campanha pode ser realizadas até o dia 9 de setembro, as 18h (horário de Brasília), pelo itausocial.org.br/leiacomumacrianca .


Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/