Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 17 Abril 2021

Acre começa a implementar escolas vocacionadas; conheça o modelo de ensino

A partir do ano letivo de 2021, que terá início no mês maio, entrarão em funcionamento na rede de ensino do Acre as escolas vocacionadas, um modelo de ensino possível a partir da lei 13.415, de 16 de fevereiro de 2017.

As escolas vocacionadas, que são de ensino médio, tem como objetivo orientar o aluno para uma formação específica, modernizando o ensino. Quatro modelos serão implementados já neste primeiro momento, permitindo ao aluno escolher uma área em que deseja se aprofundar.

Uma delas é a escola Cláudio Augusto, localizada na rodovia AC-090 (Transacreana), que estará voltada para o ensino agrícola. Outra escola é o Cerb, no centro de Rio Branco, que será de Iniciação Científica e Tecnológica. A terceira escola é a de Artes, que ficará na antiga Escola de Música, no Tucumã e a quarta é a Darcy Vargas, próxima a Armando Nogueira, onde funcionará a escola vocacionada de Línguas.

A coordenadora da Educação Básica da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), professora Vanda Brito, explica que ao fazer a opção por uma dessas escolas, o aluno faz no primeiro ano todas as disciplinas obrigatórias do ensino médio, mas a partir do segundo ano inicia nas rotas de aprofundamento, que são exatamente as disciplinas voltadas àquela formação específica.

"O aluno, na verdade, estará fazendo o novo ensino médio já dentro da nova legislação, mas nesse caso voltado para uma formação específica com a qual ele se identifica e que permitirá a ele ingressar em um curso superior dentro da vocação que ele escolheu", explica a coordenadora.

Novo ensino médio

Além das escolas vocacionadas, a SEE também estará implementando, a partir do ano letivo de 2021, o novo ensino médio em 18 escolas da rede em diversos municípios acreanos. 

Em Rio Branco, essa nova modalidade estará funcionando, por exemplo, nas escolas Heloísa Mourão Marques, na João Aguiar (Manoel Julião), na José Rodrigues Leite (Centro), na Leôncio de Carvalho (Ramal do Benfica), na Clícia Gadelha (São Francisco), na Henrique Lima (Calafate) e na Santiago Dantas, na Transacreana.

Em Sena Madureira, a Escola Assis Vasconcelos, que já funciona em tempo integral, também estará adotando essa nova modalidade de ensino, bem como a Francisco Freire de Carvalho, no município de Mâncio Lima, que também funcionará em tempo integral.

Cívico-militares

Outra modalidade de ensino que está em expansão dentro da rede de ensino do Acre são as escolas cívico-militares. Atualmente, quatro delas já ofertam essa modalidade. Em 2021, outras duas entrarão em funcionamento.

As cívico-militares que já ofertam esse tipo de ensino são a Madre Adelgundes, no bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul, a Wilson Barbosa, na Cidade do Povo, em Rio Branco e as escolas Aldaci Simões e 15 de Junho, estas localizadas no município de Senador Guiomard.

Além dessas, as escolas Joana Ribeiro Amed, em Epitaciolândia e a Bertha Vieira, no bairro São Francisco, em Rio Branco, também ofertarão o modelo cívico-militar aos alunos que se identificarem com essa modalidade de ensino.

Veja mais notícias sobre Notícias.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 17 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/