Seca: rio Madeira atinge menor cota da série histórica em Porto Velho

Anteriormente, a menor cota havia sido registrada em 2005, quando chegou a 1,63 metro.

Pescador no rio Madeira, em Porto Velho. Foto: Tiago Frota/Rede Amazônica RO

O rio Madeira atingiu a menor cota da série histórica da seca no dia 26 de setembro em Porto Velho (RO), quando atingiu o nível de 1,43 metro. Segundo a Defesa Civil, a estimativa é de que a seca se prolongue, pois não há previsão de um volume de chuva expressivo na cabeceira do rio.

Há quase um ano, o rio Madeira havia atingido a cota de 1,44 metro: o menor nível registrado em 17 anos, mas a marca foi superada na última terça. Anteriormente, a menor cota havia sido registrada em 2005, quando chegou a 1,63 metro.

Com 3.380 quilômetros de comprimento, o rio Madeira é o mais importante de Rondônia. O rio corta Porto Velho e serve de fonte de renda, morada e lazer ao município. 

Estado de alerta 

De acordo com a Defesa Civil, Porto Velho está em ‘estado de alerta’, mas caso o rio baixe para 1,22 metro, o município passa para ‘estado de emergência’.

Com as previsões indicando uma estiagem longa e intensa, uma reunião, composta por diversos órgãos, foi marcada para o dia 11 de outubro. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Plano Nacional de Mineração 2030: geologia, mineração, transformação mineral

O Brasil, salienta o Plano, é um importante produtor mundial de minérios; contudo, seu consumo per capita encontra-se entre 15% e 30% dos países que já lograram atingir níveis mais elevados de desenvolvimento.

Leia também

Publicidade