Manaus 30º • Nublado
Terça, 16 Agosto 2022

Pescador se surpreende com 'invasão' de candirus em Porto Velho; assista ao vídeo

"Ah, Brasil. Eu não poderia ter medo de você pra sempre. A única coisa que me impede de morar aqui é aquele tal peixe que entra no bigolin. Isso desanima qualquer um"

Homer Simpson (Os Simpsons)

A frase acima foi dita pelo personagem Homer Simpson em um episódio que se passa no Brasil, na animação norte-americana Os Simpsons. O medo da maioria dos turistas do candiru é real. Inclusive, recentemente um pescador se viu em um cenário inusitado quando seu barco ficou 'recheado' de candirus durante uma pescaria em Porto Velho (RO).

A invasão aconteceu após João Cordeiro fisgar e puxar uma pirarara para dento de seu caiaque. Confira o vídeo:

O peixinho candiru, que mede menos de 5 centímetros, é conhecido e temido na Amazônia pela fama de se alimentar de sangue, daí o nome popular "peixe-vampiro", e também por penetrar em orifícios humanos.

A pesca aconteceu no Rio Madeira nesta semana e apesar dos vários encontros que já teve com o "peixe-vampiro", João, durante a gravação do vídeo, mostrou-se surpreso pela quantidade de candirus dentro da pirarara e depois com os que ficaram no caiaque.

Foto: Reprodução/Instagram

"Eram mais de 30 candirus. Meu caiaque ficou cheio deles. Eles entraram na minha roupa. Em tudo tinha o peixe, no bolso da calça, no boné, dentro do caiaque. Isso porque foi rápido, eu fisguei, tirei foto e soltei a pirarara", diz no vídeo. João faz os registro por meio da câmera acoplada no boné, para disponibilizar em seu canal no Youtube.

Ele é pescador esportivo, que tem a atividade também conhecida como "pesque e solte". Consiste em fisgar o peixe, não para consumo ou comércio, mas pelo prazer de pescar. Nesse esporte os pescadores pesam, medem e fotografam o animal antes de devolvê-lo à água.


Veja mais notícias sobre Rondônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 16 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/