Manaus 30º • Nublado
Sexta, 12 Abril 2024

Planta amazônica ajudou boliviano a sobreviver 31 dias perdido na floresta

heliconea

Considerada uma das maiores extensões de florestas tropicais do mundo, a Amazônia engloba alguns Estados brasileiros e países sul-americanos, como a Bolívia, onde, recentemente, aconteceu um dos casos mais comoventes envolvendo sobrevivência na floresta.

No dia 1° de março de 2023, um homem chamado Jonatthan Acosta, de 30 anos, foi encontrado após ter sobrevivido 31 dias perdido na selva amazônica. O homem estava caçando, quando percebeu que havia se perdido do seu grupo de amigos. Conforme os primeiros relatos, após ter sido encontrado, Jonatthan contou que se deparou com animais selvagens como onças e porcos do mato. O caso aconteceu em Baures, na região norte da Bolívia. 

E algo intrigante e decisivo para a sobrevivência de Jonatthan em um mês perdido na selva foi a sua alimentação. O homem revelou que se alimentou de insetos, frutas e de uma planta chamada 'patuju', conhecida também como heliconia (Heliconia rostrata).

Foto: Reprodução/ REUTERS

Dentro do gênero de plantas helicônias, estima-se que existam cerca de 250 espécies diferentes, no entanto somente 180 já foram descritas. Pertencendo a ordem Zingiberales, as plantas desse gênero possuem ampla distribuição geográfica, sendo encontradas na Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Venezuela, Peru e Suriname. 

A Heliconia rostrata possui as cores verde, vermelho e amarelo, cores que estampam a bandeira boliviana.

"As helicônias podem ser encontradas em altitudes que variam de 0 a 2.000 metros e, em geral, se desenvolvem em ambientes úmidos. Ocorrem em locais sombreados, como florestas e matas ciliares, ou a pleno sol, como bordas de florestas, clareiras e beira de estrada",

Trecho do artigo 'Produção de Mudas de Heliconia rostrata Livres de Doenças via Cultura de Embriões' (Embrapa, 2005).
Foto: Willypomares/Pixabay

Essa espécie de helicônia é caracterizada pela produção de inflorescências, quando os ramos das flores são confundidos com uma única flor. O seu comprimento varia conforme o número de flores. Essa planta também consegue atrair polinizadores, como o beija-flor. 

A Heliconia rostrata foi um dos itens favoráveis a sobrevivência de Jonatthan, gerando saciedade momentânea. Mas afinal, essa planta possui algum valor nutricional para o corpo humano? 

"A Heliconia rostrata possui o seu palmito ou 'brotinho' com baixo valor calórico e nutricional. Em volume ela pode trazer saciedade e matar a sede, através dos seus sais minerais, água e fibra, sendo um paliativo. A Heliconia hirsuta, ou heliconia-de-batata, é amilácea, tem carboidrato e proporciona energia, podendo ser consumida crua",

esclareceu o pesquisador Valdely Kinupp, autor do livro 'Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil'.
Foto: Reprodução/ Gustavo Giacon

Gargatea 

O boliviano revelou que além do 'patuju', durante os dias perdidos na Amazônia também se alimentou de 'gargatea', ou mamãozinho-do-mato (carica quercifolia), fruta semelhante ao mamão, pertence a família carecaea . Essa fruta pode ser encontrada no Brasil, Bolívia, Equador e Colômbia.  O mamãozinho possui formato oval e apresenta uma coloração laranja, podendo ser ingerida como geleia e até mesmo sorvete.

Veja mais notícias sobre Amazônia Internacional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 12 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/