Manaus 30º • Nublado
Segunda, 30 Janeiro 2023

Susto: mulher registra jacaré nadando próximo à praia da Ponta Negra em Manaus

Imagine a seguinte cena: você está "de boa" praticando remo quando de repente é surpreendido por um enorme jacaré, que nada despreocupado pelo Rio Negro. O que parecia difícil de acontecer, aconteceu em Manaus (AM) e foi registrado por duas mulheres no dia 18 de outubro.

De acordo com a arquiteta paisagista Hana Eto Gall, que registrou em vídeo o "passeio" do jacaré, o animal estava flutuando nas águas escuras do Rio Negro próximo à praia da Ponta Negra. "Quando eu olhei para trás, eu vi o que até então, de longe, parecia ser um tronco. Só que logo percebi que era um jacaré", disse.

Registro

Hanna está acostumada a praticar remo na Ponta Negra. No dia do registro, ela e uma amiga começaram a remar do fim da praia e seguiram pelas águas do Rio Negro pelo percurso que sempre costumam fazer.

Ela explicou que na modalidade de remo praticada por elas, é preciso remar de costas para o sentido que está indo. Por isso, elas precisam olhar para trás algumas vezes para ver se não há algo na frente. Por volta de 6h30, Hana se surpreendeu com o que, inicialmente, parecia um grande tronco.

"Quando eu olhei para trás, eu vi o que até então, de longe, parecia ser um tronco. Só que logo percebi que era um jacaré. Eu olhei, parecia um jacaré, mas eu não queria acreditar que era. Fiquei na dúvida, só que a forma que ele estava nadando, dava pra ver que parecia a cabeça e também o rabo. Foi quando eu peguei o celular e comecei a filmar. Ele foi se aproximando e eu tive certeza que era um jacaré e gritei para a minha amiga que estava um pouco mais longe", contou.

O animal se aproximou da arquiteta paisagista, que estava tensa com o momento, junto com a amiga. Ela percebeu o grande tamanho do animal, que nadava no sentido contrário ao que elas estavam seguindo no rio, e parou a gravação em seguida.

"A gente foi se aproximando e ele foi virando a cabeça para mim. Foi quando eu desliguei a câmera, porque fiquei desesperada achando que ele estava vindo na minha direção. Aí eu desliguei e falei para a minha amiga 'Rema, Gabi. Rema!'. A gente começou a remar, mas em momento algum ele veio para atacar a gente. Ele seguiu nadando", 

disse Hana.

Após passar pelas amigas, o jacaré seguiu e se aproximou de outras duas mulheres que remavam em dupla e elas gritaram para que também tomassem cuidado. O animal seguiu pelo curso do rio sem ferir ninguém ou ser ferido.

"Não teve nenhuma tragédia, graças a Deus. O jacaré não atacou a gente, a gente não bateu no jacaré, nem nada. Foi só o susto mesmo de estar na água e ver um jacaré tão grande assim", relatou a arquiteta paisagista.

Foto: Reprodução/Instagram

Aparições de jacarés já ocasionaram interdição na Praia da Ponta Negra 

Em 2013, o surgimento de três jacarés interditou a praia Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus. Mesmo com a presença dos animais, os banhistas continuaram na praia e foi preciso o Corpo de Bombeiros isolar a área e policiais militares interditarem o espaço, no dia 28 de abril.

O Corpo de Bombeiros conseguiu capturar um dos três jacarés que rondavam a praia, no mesmo dia. Segundo o tenente da corporação, Marco Antônio Gama, o réptil media pouco mais de três metros.

Veja mais notícias sobre Amazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/