Observatório da Indústria concentrará centro de inteligência no Pará

Centro de inteligência contará com informações sobre tendências, desafios e oportunidades do setor industrial paraense.

Fornecer uma leitura sistêmica dos diversos cenários econômicos e apontar caminhos para que as indústrias locais consigam desenvolver todo o seu potencial de negócios, são alguns dos motivos que levaram o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (Sistema FIEPA) a criar o Observatório da Indústria do Pará, um centro de inteligência dedicado à análise, monitoramento, pesquisa e informações relevantes e atualizadas sobre tendências, desafios e oportunidades do setor industrial do Pará.

Sediado no prédio da FIEPA em Belém, com equipe própria especializada, o Observatório foi inaugurado dia 10 de maio para empresários, entidades parceiras do setor produtivo e instituições acadêmicas e de pesquisa, que puderam conhecer as soluções da nova plataforma de negócios que nasce com a missão de contribuir para a melhoria do desempenho socioeconômico da região.

De acordo com o presidente da FIEPA, Alex Carvalho, a expectativa é de que o Observatório atue como um referencial de informações para subsidiar a tomada de decisões estratégicas para o desenvolvimento das indústrias do Estado.

“A partir do trabalho desenvolvido pelo Observatório, vamos conseguir coletar dados econômicos, estatísticas de produção, análises de mercado e outras fontes de dados confiáveis e relevantes para fornecer uma visão abrangente da atividade industrial e seus impactos na economia do nosso estado, antecipando cenários e formulando projeções futuras”, explicou.

Segundo Carvalho, as informações geradas pela plataforma poderão ser utilizadas por empresas, governos, pesquisadores e outras partes interessadas no perfil econômico e industrial do Estado. “Esse centro de inteligência é um marco para a indústria do nosso Estado e extremamente importante não apenas para nós do setor industrial, mas para qualquer um que tenha interesse em conhecer as potencialidades econômicas e de negócios do Pará, seja para tomar decisões de negócios, seja para o propósito social de contribuir para a formulação de políticas públicas, identificar oportunidades de investimento ou para subsidiar pesquisas e estudos socioeconômicos”, completou o presidente da FIEPA.

Iniciativa da FIEPA, do Serviço Social da Indústria (SESI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL), o Observatório da Indústria do Pará é credenciado à Rede de Observatórios do Sistema Indústria – mantida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) – um ecossistema de alto capital intelectual, prospectiva, multidisciplinar e colaborativa, que gera inteligência estratégica para a indústria brasileira, atuando de forma sinérgica e complementar.

Entre as soluções estão a análise, processamento e interpretação de dados; estudos técnicos em áreas específicas da indústria; análise setorial com a identificação dos desafios, tendências e oportunidades nos diferentes segmentos do mercado industrial; e soluções cognitivas a partir de algoritmos, Inteligência Artificial e Big Data para análises mais rápidas do contexto econômico.

É direcionado a empresários locais, nacionais e a potenciais investidores internacionais com interesse em fazer negócios na região. “Ter a informação correta é fundamental para a elaboração de planejamentos, investimentos, acordos, contratações enfim, para que qualquer movimentação ou negociação no mercado seja feita de forma mais segurança e tranquila”, avaliou o presidente da FIEPA.

Para Dário Lemos, diretor do SENAI/PA e superintendente do SESI/PA, o Observatório também subsidiará a atuação do Sistema FIEPA no apoio às empresas do Estado. “O Observatório também se reverte em uma potente ferramenta de inteligência para a nossa instituição, porque a partir dela vamos conseguir enxergar de forma mais sistêmica as necessidades das indústrias e projetar melhores formas de atender a esses anseios, ampliando o alcance das nossas ações no Estado, oportunizando educação básica, qualificação de mão de obra, consultorias em gestão empresarial, suporte para exportações e fortalecimento dos fornecedores locais, entre tantas outras ações”, detalhou Lemos.

Para Eliane Oliveira, representante da Cerpa presente no evento de lançamento, a iniciativa deve contribuir para a tomada de decisões da empresa. “Trabalhei muitos anos na área de dados da CERPA e de outras empresas e sei que a consolidação desses dados é algo importante para os resultados. Então, acredito que com o Observatório teremos um local onde a gente consiga visualizar essas informações do setor industrial do Estado do Pará e, com certeza, esse Observatório veio para somar e fortalecer as nossas tomadas de decisões”, afirmou Oliveira.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Entenda qual a função de um consulado e quais estão presentes nas capitais da Região Norte  

Os serviços prestados por um consulado são essenciais na diplomacia internacional, pois fornecem assistência e proteção aos cidadãos de um país em território estrangeiro.

Leia também

Publicidade