Intercâmbio cultural: saiba quais locais Caprichoso e Garantido já se apresentaram

Apresentações fora do Amazonas já proporcionaram intercâmbios culturais e a oportunidade de mostrar um pouco do espetáculo parintinense para outros Estados e Países.

Os bois-bumbás de Parintins, Caprichoso e Garantido, tem uma agenda cheia desde os primeiros meses do ano já em ritmo de preparação para o Festival Folclórico, exemplo disso são os ensaios oficiais que se iniciam após a segunda quinzena do mês de março.

Saiba mais: Saiba quais eventos “bovinos” antecedem o Festival Folclórico de Parintins

Durante os mais de 50 anos de existência, os bois já levaram um pouco da magia do festival por várias cidades no interior do Amazonas, mas, nos últimos anos, eles começaram a romper as fronteiras do estado – e do país-, apresentando a cultura amazonense a diversos países. 

Ao Portal Amazônia, as assessorias dos bois relataram alguns Estados e países já visitados, como uma participação especial em Curitiba (PR), no Festival de Artes Cênicas. 

📲 Confira o canal do Portal Amazônia no WhatsApp

O cantor Edmundo Oran, apresentador do Boi Caprichoso, contou que ambos bois tiveram a oportunidade de carregar “um pedaço de Parintins” para outros países.

“Nós já conhecemos alguns países. Eu tive o prazer de conhecer a Suíça, a Europa, fazer um show representando o Boi Bumbá Caprichoso. Em 2018, nós viajamos para os Estados Unidos para participar de uma feira de cultura, cantamos no Kennedy Center, no Teatro Kennedy Center, em Washington. Fomos uma turma de 60 pessoas, tanto do Caprichoso quanto do contrário [Garantido]. A gente se sente muito feliz em divulgar nossa cultura, divulgar nossa festa, onde quer que estejamos”, afirmou Oran.

Festival São João da Thay, no Maranhão

Pela primeira vez, os Bois Caprichoso e Garantido participaram do Festival São João da Thay, na cidade de São Luís, no Maranhão. Os bumbás puderam participar de um verdadeiro encontro cultural, com o ícone da cultura maranhense: o Bumba meu Boi.

Itens dos dois bois puderam interagir com o público e mostrar um pouco mais da cultura amazônica, enriquecida pela nordestina.

As assessorias também foram questionadas sobre uma possível participação na Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP30), que acontecerá no estado do Pará em novembro de 2025, e informaram que, até o momento, não houve convite por parte da organização do evento.

*Karleandria Araújo, estagiária sob supervisão de Clarissa Bacellar

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Camu-camu é usado para enriquecer farinha de mandioca

Desidratados sob diferentes métodos tecnológicos, os resíduos agroindustriais de frutos de camu-camu, adicionados à farinha de mandioca, incrementaram significativamente os produtos finais.

Leia também

Publicidade