Manaus 30º • Nublado
Quarta, 01 Fevereiro 2023

Cururu, Chorado, Mascarados: conheça danças que fazem sucesso em Mato Grosso

ffccebadbc46100aef5810b1315b67ff

A dança e a música de Cuiabá, no Mato Grosso, tem influências de origem africana, portuguesa, espanhola, indígena e chiquitana. É com esse conjunto rico de combinações que surgiram o rasqueado, siriri, cururu e outros ritmos. Os principais instrumentos que dão vida às músicas que acompanham essas danças são a viola de cocho, o ganzá e o mocho.

O Portal Amazônia encontrou seis estilos de dança típicas populares em terras matogrossenses. Confira:

Cururu 

Música e dança típica de Mato Grosso, o Cururu é uma das mais importante expressões culturais do Estado. Teve origem à época dos jesuítas, quando era executado dentro das igrejas. Mais tarde, após a chegada de outras ordens religiosas, caiu na marginalidade e ruralizou-se. É executada por dois ou mais cururueiros com viola de cocho, ganzás (kere-kechê), trovos e carreiras.

Foto: Divulgação/Governo de MT

Congo 

Esta dança é um ato de devoção a São Benedito. No reinado do Congo os personagens representados são: o Rei, o Secretário de Guerra e o Príncipe. Já no reino adversário, Bamba, fica o Embaixador do Rei e doze pares de soldados. Os músicos ficam no reino de Bamba e utilizam: ganzá, viola caipiria, cavaquinho, chocalho e bumbo.

Foto: Reprodução/Youtube

Chorado 

Dança surgida na primeira capital de Mato Grosso, Vila Bela de Santíssima Trindade, no período colonial. A dança leva esse nome, pois representa o choro dos negros escravos para seus senhores para que os perdoassem dos castigos imposto aos transgressores. O ritmo da música é afro, com marcações em palmas, mesa, banco ou tambor.

Foto: Reprodução/Facebook/Pantanal Shopping

Siriri 

Dança com elementos africanos, portugueses e espanhóis. O nome indígena é referência aos cupins com asa, que voavam num ritmo parecido com a dança nas luminárias. A música é uma variação do cururu, só que com ritmo bem mais rápido. Os instrumentos utilizados são: viola de cocho, o ganzá, o adufe e o mocho. Os versos são cantigas populares, do cotidiano da região.

Foto: Reprodução/Governo de MT

Dança dos Mascarados 

Dança executada durante a Cavalhada em Poconé. E uma apresentação composta apenas por homens - adultos e crianças. Tem esse nome por executarem a dança com mascaras de arame e massa. O ritmo é instrumental com o uso de saxofone, tuba, pistões pratos e tambores. O município de Poconé é o único do Brasil a realizar esse espetáculo.

Rasqueado 

Tem origem no siriri e na polca paraguaia. O nome do ritmo é referência ao rasqueado que as unhas fazem no instrumento de corda, uma forma tradicional de tocar instrumentos. Na sua essência utiliza os mesmos instrumentos que o siriri: viola de cocho, mocho, adufe e ganzá. Mas evoluiu para o uso de violões, percussão, sanfona e rabeca. 

Foto: Reprodução/Olhar Conceito

Veja mais notícias sobre CulturaMato Grosso.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/