Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 29 Setembro 2020

Os principais erros cometidos na busca pela recolocação

Não é fácil fazer um contato e não ter retorno, entregar currículos e ninguém ligar, enviar e-mails e ninguém retornar. Mas por fim, será que podemos estar fazendo algo errado em algum passo dado na busca pela nossa oportunidade?

Nesse artigo, vou tratar sobre os principais pontos que mais fazem profissionais ficarem de fora em processos seletivos ou não terem retornos de empresas.

Disparar currículos de forma excessiva

A ideia de disparar o máximo possível de currículos não aumenta a probabilidade de chamamentos para entrevistas e abaixo listo alguns motivos que embasam essa afirmação de acordo com a realidade do dia-a-dia empresarial:

- O provedor do seu e-mail pode identificar a sua atividade spam, se os envios forem feitos um atrás do outro. Se isso ocorrer, boa parte dos seus e-mails serão bloqueados de forma preventiva e não chegarão ao destino correto. Esse é um método que os provedores de tecnologia aplicam para evitar que robôs façam spams com contatos em massa, o que pode sobrecarregar a base de dados e causas diversos problemas.

- Nem sempre a empresa tem a vaga para o seu perfil. Sendo assim, considerando os milhares de currículos recebidos todos os dias, a probabilidade é que o nosso currículo fique perdido no campo visual de quem vai receber.

- Alguns estudos feitos por consultorias nacionais e internacionais mostram que pelo menos 70% dos currículos entregues em portarias de empresas não chegam ao destino que deveriam chegar: ao RH.

- Quando enviamos o currículo mais de uma vez para a empresa, a caixa de e-mail pode automaticamente identificar o nosso e-mail como spam. Assim, a tendência é que o nosso currículo vá para o lixo eletrônico ou caixa de spam. Se isso ocorrer, é possível que o/a recrutador/a nem veja que nós enviamos. 

Foto: Shutterstock

Fazer abordagens clichês

Se pararmos para imaginar a quantidade de currículos que recrutadores/as e gestores/as recebem todos os dias, chegamos à conclusão que são muitos. Essa grande movimentação de recebimentos de e-mails gera uma rapidez de visualização fora do normal. Se o nosso currículo estiver no meio desses muitos, com uma abordagem igual a da maioria, com frases clichês ou expressões ditas em muitos lugares, não teremos qualquer destaque na leitura. O grande passo para fazer uma boa abordagem é fazer a pessoa parar para ler, prendendo o gatilho da atenção dela.

Vamos a um exemplo prático disso?

ABORDAGEM 1

Estou enviando o meu currículo em anexo para a função de Assistente Administrativo.

ABORDAGEM 2

Bom dia, tarde, noite,

Acabei de tomar conhecimento de um processo seletivo com vocês para a função de Assistente Administrativo.

Chequei os requisitos anunciados e fiquei feliz por atender a todos eles, sabendo que posso contribuir com vocês.

Estou enviando o meu currículo em anexo e gostaria de uma oportunidade para uma conversa e que pudessem me conhecer.

Qual ficou melhor? Qual soou melhor à leitura e aos ouvidos? Qual prende a atenção e gera curiosidade?

Manter apenas uma forma de buscas

Apenas uma forma de buscar vagas não é suficiente nesse momento de crise que passamos desde 2015. Requer proximidade, ousadia, iniciativa de ir e fazer. Nesse quesito, é necessário diversificarmos os caminhos das oportunidades, que podem ser captadas de várias formas. Abaixo listo algumas delas:

- Envios de currículos por e-mails

- Pedidos de indicações por parte de conhecidos, professores, amigos, ex-colegas de escola e amigos do bairro.

- Abordagens através de redes sociais, onde estão muitos profissionais que definem contratações. Como achá-los? O Google pode ser um grande aliado.

- Sites gratuitos de empregos da região que mora ou nacionais.

E então? Vamos para a prática?


Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Articulista de Carreira, Emprego e Oportunidade dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular. 

O conteúdo do texto é de inteira responsabilidade do(a) autor(a) e não reflete, necessariamente, a posição do Portal Amazônia.


Veja mais notícias sobre Eu Profissional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 29 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/