Manaus 30º • Nublado
Quinta, 01 Dezembro 2022

Santa Bárbara do Pará, a cidade dos igarapés

Bem pertinho de Belém, no Pará, pouco mais de 1 hora, existe uma cidade repleta de balneários de águas gostosas e esverdeadas, para todos os públicos e gostos, e são excelentes para refrescar os dias quentes, aproveitar os finais de semana, folgas e feriados, para ir com a família e amigos e curtir bastante cada um dos muitos tons de verde das águas da região, essa é a Santa Bárbara do Pará.

Balneário Meu Xodó. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Como chegar em Santa Bárbara do Pará

A distância pela estrada entre as cidades de Belém e Santa Bárbara do Pará é de 48,1 km, e dura em média, 1 hora 14 minutos de carro o tempo da viagem.

Se você chegou neste pórtico de entrada para a ilha de Mosqueiro, volte, já passou e muito de Santa Bárbara. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Pegue a rodovia Bernardo Sayão, BR-316, Vire và esquerda na Rod. Eng. Augusto Meira Filho, num trevo, em frente a um posto de gasolina e siga até chegar à sede do município. Pelo caminho irá encontrar várias placas de balneários pela estrada, e a dica é, aproveite para conhecer todos e depois nos dizer, qual deles você mais gostou.

Um pouco da história de Santa Bárbara do Pará

Por volta de 1920, o povoado de Santa Bárbara subdividido em três adensamentos; Traquateua, Candeua e Santa Rosa, onde foram instalados as primeiras escolas: – Mista de Candeua, Mista de Traquateua e Mista de Santa Rosa, que administravam o ensino primário básico de 1º a 4º séries.

Capela de Santa Bárbara. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Em 1962, Santa Bárbara (que já fazia parte do município de Benevides, desmembrando de Ananindeua), elege seu 1º vereador Raimundo Alves de Souza, descendente dos Gomes da Silva e herdeiro das terras. Ele doou alguns hectares para a expansão do povoado e posterior assentamento da Vila de Santa Bárbara.

Furo das marinhas em frente da Capela de Santa Bárbara. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Existem três versões sobre a origem do nome do município. Segundo conta o morador Jorge Moreira, a origem do povoado remontaria ao terceiro decênio do sec. XIX, nos idos da Cabanagem, onde os cabanos ali teriam-se aquartelados, e baixo das mangueiras, talvez à espera do momento oportuno para tomar de assalto a capital da província Belém.

Nessa sua estada na área teriam encontrado, semi-enterrada, uma pequena imagem a qual identificaram como sendo de Santa Bárbara, daí a origem do nome do local. Já para a antiga moradora da região conhecida como "dona Ciló", em decorrência de uma promessa feita e atendida pela Santa, para que não chegasse ao local uma grande epidemia que se alastrava pelas redondezas.

Capela de Santa Bárbara. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

A outra versão é dada por Raimundo Alves de Sousa: segundo ele, a denominação para o povoado teria advindo da data em que Felipe Santiago Gomes da Silva, primeiro morador do local, teria terminado a construção de sua casa: 4 de dezembro, dia de Santa Bárbara. (Fonte: Prefeitura Municipal de Santa Bárbara)

O que fazer em Santa Bárbara do Pará

Pórtico de entrada da cidade de Santa Bárbara do Pará. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Batizada com o nome de CIDADE DOS IGARAPÉS, Santa Bárbara do Pará, merece também outro título, A TERRA DOS BALNEÁRIOS. Uma cidade linda, de um povo acolhedor, e que tem diversos atrativos naturais na região. É passando por Santa Bárbara que irá chegar até a ilha de Mosqueiro, por via terrestre, tendo apenas uma ponte dividindo a ilha que pertence ao município de Belém..

Furo das marinhas em frente à Capela de Santa Bárbara. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Além de nossos igarapés, o município oferece também atrações culturais como, o Carna Santa Bárbara, que acontece no período do carnaval, onde vários blocos saem em desfile pelo centro da cidade. Acontece também o Arraiá do Bartião, festa junina, sempre comemorada no último final de semana de julho com várias apresentações de quadrilhas e grupos locais de carimbo.

Trapiche da vila de Maurícia. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Já no mês de julho ocorre o Garota Verão, no último fim de semana, na comunidade da Maurícia, que é grande atração turística por ser uma praia de frente para ilha de Mosqueiro. E o Encanto de Natal, onde a cidade fica iluminada com as luzes natalinas por 45 dias, atraindo muitos turistas para as cantatas e apresentações culturais. (Fonte: Prefeitura Municipal de Santa Bárbara).

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

E a cidade é o percurso certo para todos os apaixonados por ciclismo, como nossa amiga Arlete, que nos ajudou indicando vários balneários e foi pedalando pelo caminho. "É uma atividade que sou apaixonada e sempre que posso estou com a turma pedalando" disse Arlete, e ainda fez o convite aos ciclistas de Belém e de todos os municípios vizinhos, "venham conhecer um pouco de nossa região, pedalar por aqui e se refrescar em nossos igarapés, vão amar!".

E depois do pedal, curtir o igarapé e relaxar. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Dicas antes de seguir aos balneários

Antes de seguir para os balneários, quero deixar algumas dicas aos visitantes:

Arlete aproveitando a rede do balneário Fazendinha. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Levar protetor solar;
Levar roupas leves e de preferência fáceis de secar;
Levar boné ou chapéu para cobrir a cabeça;
Levar bronzeador (para quem deseja deixar aquela marquinha);
Levar dinheiro em espécie ou cartão, para poder pagar a entrada nos lugares e comprar seu lanche/petiscos;
Sandália de dedo ou aqueles tênis aquáticos;
Se preocupe em sempre estar hidratado; e
Roupas de banho que são essenciais para curtir este lugares;

Gisa's Belle no bairro de Pau D'Arco. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

E, falando em roupas leves e de banho (biquinis, maiôs, sungas, shorts e etc), além de bonés e alguns tipos de chapéus, bem no caminho entre Belém e Santa Bárbara, tem o bairro de Pau D'Arco, que fica antes de chegar ao pórtico de entrada da cidade, e que tem a loja chamada Gisa's Belle (instagram e whatsapp 91 98439-3323), uma boutique local que vende roupas lindas e de qualidade e que com certeza tem aquela do seu gosto. Então já sabe, passando por Pau D'arco, já passa por lá e renova seus looks e arrebente nas fotos. Claro que eu passei por lá!

Curtindo os balneários

1. Balneário Fazendinha

Balneário Fazendinha. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O Balneário Fazendinha, fica à direita logo após o pórtico de entrada da cidade de Santa Bárbara do Pará. Um ambiente para aproveitar o dia, e relaxar em suas águas. É bar e também restaurante e servem petiscos para os visitantes.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Tem ambientes prontos para tirar aquela foto, redes dentro da água, e entre outras atividades como as citadas abaixo:

Bar molhado
Comida feita na hora
Igarapé
Bebida geladinhas
Almoçar na água
E muita conexão com a natureza
Para mais informações sobre o balneário, acesse o insta deles: @balneario_fazendinha

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

2. Balneário Jibóia

O balneário Jibóia fica no condomínio Denpasa, e é um balneário privativo aos moradores do condomínio, mas por ter águas transparentes e esverdeadas, não poderia deixar de acrescentar à lista dos balneários da região.

Balneário Jibóia. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O Balneário faz parte de uma área de preservação ambiental pertencente ao condomínio Denpasa, onde conta com uma bela paisagem arborizada, por ser uma área particular deve ser solicitado autorização para acesso.

Espetáculo de nascer do sol sobre a igreja de Santo Antonio da Comunidade Residencial Denpasa. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Internamente o Balneário apresenta uma estrutura com churrasqueira, barracas de proteção do sol, campo de futebol. Por ser um ambiente de preservação mantém um rígido controle para não ter poluição sonora, todos devem recolher seu lixo.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

É um ambiente inteiramente familiar e que também recebe festas dos moradores do condomínio, mas para isso, deverá agendar com o sindico, para poder realizar seu evento. Prepararam o ambiente com várias áreas cobertas (maloquinhas), além de ser bem arborizado.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Assim como alguns demais balneários da Região, possui uma água verde transparente pela alta concentração do calcário, além de possuir uma vida natural incrível de pequenos peixes, e se tiver sorte ainda é possível ouvir os pequenos macacos e guaribas que aparecem.

3. Balneário Gunma

Balneário Gunma. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

E, outro balneário que chamou nossa atençao foi o Gunma, e como neste dia estava muiiiiito quente, resolvemos passar mais tempo aí, pois, como parte do igarapé é coberto por árvores, a água era bem friazinha, e que refresca muito nos dias de calor.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O Gunma é um balneário familiar e também restaurante, que tem várias áreas cobertas com mesinhas e cadeiras para receber os visitantes que querem aproveitar o dia para relaxar. Servem todo tipo de bebida, pestiscos e almoço, podendo chegar no perído da manhã e aproveitar todo o dia.

Arlete aproveitando o redário para fazer aquela foto com sua companheira de estrada. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Além de ter outra área com redes, ao lado do balneário, para aqueles que desejam aproveitar e fazer fotos neste lugar fantástico. Ah, para entrar em contato com eles, acesse: @balneario_gunmaa.

Aproveitando a ponte do Gunma para fazer umas fotos diferentes. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

4. Balneário Água Boa

Outro balneário de água esverdeada e transparente, é o mais novo balneário da região, o Água Boa, e realmente, como o nome já diz, a água é realmente boa para aproveitar e curtir alguns momentos ali. Na época que visitei a região, eles ainda não estavam servindo almoço, mas preparavam petiscos e vendiam alguns tipos de bebidas no local.

Balneário Água Boa. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Já dispunha de ambientes cobertos para a turma que desejasse aproveitar para curtir o local, e cobravam uma taxa bem irrisória para manutenção do local. É um ambiente bem familiar, e nós fomos recebidos por membros da família cuidadora do local.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O balneário Água Boa fica bem ao lado do balneário Lagoinha, e os dois balneários se aproveitam das águas claras do mesmo igarapé que corta a região. Tá aí, mais uma dica de um igarapé muiiito bom para você aproveitar seu dia, quando fores a visitar Santa Barbará do Pará.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

5. Balneário Lagoinha

Um dos mais conhecidos da região, o balneário Lagoinha é completo, pois além de contar com restaurante que serve desde café da manhã, almoço e jantar, ainda tem hospedagem para aqueles que desejam prolongar sua estada no ambiente.

Balneário Lagoinha. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Conta com águas esverdeadas e bemmm gostosas, para aproveitar aqueles dias quentes, além de ambientes cobertos para todos os visitantes e área para as crianças, estacionamento e ambientes para eventos.

Áreas cobertas próximas ao igarapé. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Outras informações sobre o balneário e sua pousada:

Proibido a entrada de bebidas e comidas (Tem bar e restaurante).
Não é necessário reserva para entrar no balneário. Reservas somente para pousada/ônibus/van.
Não dispõem de Wi-Fi

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

ENTRADA: R$ 5,00 (por pessoa).
*Crianças menores de 8 anos não pagam.

FORMAS DE PAGAMENTO NO BALNEÁRIO: Espécie, cartão de débito ou cartão de crédito (pagamentos no cartão de crédito tem taxa de consumo (Lei 13455/2017), parcelamos até 2x).

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

FUNCIONAMENTO: qui, sex, sab, dom, seg e feriados. (8h às 17h).

LOCALIZAÇÃO: Santa Bárbara – PA. ACESSO: PA 391 (Pau d'arco), Estrada do Genipauba (PA 408), segunda curva à esquerda (Ramal Araci), ponto de referência: Igreja Assembleia (temos uma placa indicando) ou também pela PA 391/km16 entrada à direita Estrada do Araci. Ponto de referência: Parque ecológico Gunma (temos placa na entrada da estrada). Distância mais ou menos da PA391 ao balneário 5km.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Não passa ônibus público próximo, cliente que irá de ônibus, terá que pegar um mototáxi no município para chegar ao balneário.

POUSADA LAGOINHA:

Não é permitido entrada de animais de estimação na pousada.
RESERVAS: Será necessário um pré cadastro para reservas, com dados do cliente. No cadastro o cliente irá informar a data que gostaria para reserva.
Reservas feitas mediante pagamento de 50% do valor da diária. (Somente PIX – prazo da transferência: 2h – 24h, o prazo de transferência vai depender da data do check-in, caso a transferência não seja feita no prazo o pré-cadastro será automaticamente cancelado)
Não tem Wi-Fi

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

POUSADA (24h): qui, sex, sab e dom: R$ 150,00 (24h) ⚠️ 01 – 03 pessoas (temos uma cama de casal e local para rede), com direito a café da manhã e entrada do balneário inclusa no valor.

*Em caso de pessoa a mais no quarto, será cobrado uma taxa (R$40) por pessoa (será necessário levar redes ou colchonetes para pessoas excedentes e crianças menores de 10 anos não pagam excedentes e não é cobrado R$40)

Mais informações e reservas da pousada somente VIA WHATSAPP: (45) 9 9800-5440 (Kélishi Palheta) e outras informações através do @balneario_lagoinha.

6. A Vila de Maurícia

Trapiche da vila de Maurícia. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Maurícia é um paraíso que fica situada às margens do rio furo das marinhas. Em Santa Bárbara do Pará, indo de carro pela rodovia PA-408, na comunidade Pau D'Arcona que liga Santa Bárbara a Genipaúba (alguns conhecem a via como ramal do Genipaúba).

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

A vila é aquele lugar pacato, tranquilo e que tem suas águas banhadas pelo mesmo rio que banha a tão conhecida ilha de Mosqueiro, que de sua orla, é possível enxergar a ilha.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Um dos principais points turísticos na região, é a orla, que tem um trapiche, que leva o turista a aproveitar para tirar fotos, curtir o momento e aproveitar o nascer e o por do sol na região. Ao lado do trapiche está uma rampa, muito utilizada pelos barqueiros, donos de lancha e jet-ski, para descer suas embarcações por ali, quando a maré está cheia.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Claro que aproveitei para tirar muitas fotos, em vários lugares ali, mas o pier (trapiche), com toda certeza me encantou, inclusive, embaixo dele dá para tirar altas fotos, só tomar cuidado, pois como cresceram conchas, podes acabar ferindo seu pé.

7. Balneário Ki Legal

Balneário Ki Legal. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O Ki Legal fica localizado na Colônia Chicano, em Santa Bárbara do Pará, e é um atrativo turístico para a turma que quer aproveitar o dia curtindo muita música, jogar um futebol entre amigos, degustar de petiscos e ainda curtir um banho delicioso, nas águas do igarapé que passa pelo balneário.

O funcionamento do balneário é nos sábados, domingos e feriados. E para ter mais informações, acesse @balneario_kilegal no instagram.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O balneário Ki Legal, sempre está realizando eventos, shows, competições e concursos como o Garota Verão 2022, que foi um sucesso total. Então, que tal, tirar um dia e ir curtir um banho, ouvir muita música e até mesmo disputar uma partida de futebol com os amigos.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

8. Meu xodó

Meu Xodó é um exuberante balneário com diversas árvores, que servem para arborização do ambiente. O lugar possui uma fonte de água natural e doce.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O balneário possui um local onde se inicia um curso de água natural potável, popularmente conhecido como "olho d'água ", que faz a irrigação e o abastecimento das piscinas naturais. A piscina tem o tamanho de 85 m² x 20 m², dividida em quatros piscinas naturais com um volume de 3.200 lamina de água.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O acesso ao balneário, quando seu ponto de partida é Belém-PA, inicia-se pela BR-316, depois você entra na Rod. Engenheiro Augusto Meira (que dá acesso a vários balneários, na estrada da praia de Mosqueiro) e posterior você acessa a Rod. PA-408. Vale ressaltar que o balneário Meu Xodó está localizado em Genipauba, a 12km antes de Santa Barbara. A Rod. PA-408, que dá acesso ao balneário, está em perfeita condição, que parece um "tapete".

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O balneário Meu Xodó é um ambiente muito agradável, que vale a apena conhecer. Os petiscos e refeições são muito bem servidos e gostosos. Eu particularmente amei o balneário. (Dicas de Roseane Couto).

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Para mim, um dos mais lindos que visitei na região, com várias passarelas para atravessar de um lado a outro do balneário. e com isso preservando as paredes da encosta do igarapé. Também há restaurante com refeições feitas na hora. E para mais informações sobre o balneário, acesse o isntagram deles @balneario_meu_xodo.

9. Balneário kainágua

Balneário KaiNágua. Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

O balneário KaiNágua é um local que sempre está acontecendo eventos, e a turma que curte tanto aproveitar para se refrescar e dançar, ali é o lugar certo. E o melhor, é super fácil de encontrar, pois fica na PA-408 (estrada do Genipaúba Km 4), a mesma que leva até a vila de Maurícia.

Dispõe de bar, servindo todo tipo de bebida e servem petiscos para saciar a fome, por que só quem gosta de igarapé, sabe o quanto água dá fome. Tem uma área gigante de balneário e é bacana para passar o dia com os amigos e curtir um bom som paraense.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Minha experiência em Santa Bárbara do Pará

Para poder visitar todos estes lugares, precisei pelo menos de dois dias, e olha que faltaram muitos outros balneários que irão entrar na parte 2, que irei produzir até o final de 2022. Foi muito bem recebido em todos os lugares e pude aproveitar e banhar em todos os balneários que passei.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

A sensação gostosa de poder refrescar o calor intenso que estava na região foi a melhor de todas e ainda poder degustar de petiscos em alguns dos balneários por onde passei.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Dica, faça o mesmo, tire ao menos dois dias para conhecer a região, mas se puder três, vai ter muiiiita coisa pra fazer e visitar. Inclusive, observar a ilha mágica que está crescendo em baixo da ponte entre Santa Bárbara e Mosqueiro.

Foto: Gildo Júnior/Bora de Trip

Segue um vídeo do morador da região, o Élder Barbosa, do canal Cinematic Blue que produziu um material muito bom sobre sua cidade.

Sobre o autor

Gildo Júnior é fotógrafo, videomaker, aventureiro, colunista, articulista e colecionador de roteiros. Para o servidor público federal, o mundo é imenso, repleto de lugares para conhecer, de coisas para fazer, de culturas para admirar, comidas para provar e pessoas para conhecer, por isso afirma que "por mais que o mundo gire, a única coisa que não posso fazer é ficar parado".

*O conteúdo é de responsabilidade do colunista


Veja mais notícias sobre Bora de Trip.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/