Manaus 30º • Nublado
Terça, 31 Janeiro 2023

Onça-pintada inspira arte de camiseta oficial da Seleção Brasileira

onca-pintada-com-logo-

Conhecida como o maior felino das Américas, a onça-pintada (Panthera onca) é homenageada todo dia 29 de novembro. Através de portaria instaurada no dia 16 de outubro de 2018, por meio do Ministério do Meio Ambiente, tem sido reforçada a conscientização sobre a importância da conservação dessa espécie para o equilíbrio do ecossistema brasileiro.

Como símbolo nacional da conservação da biodiversidade, a onça-pintada é responsável pelo controle de herbívoros no ambiente natural, além de ser um forte indicador para ecossistemas sadios. Com a Copa do Mundo 2022, que está acontecendo no Catar, foi divulgada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) uma camiseta oficial no estilo 'animal print', com a roseta em homenagem à onça-pintada.

O Portal Amazônia conversou com o doutor em Ecologia, Conservação e Manejo de Vida Silvestre, pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Rogério Fonseca, que esclareceu algumas características do animal que podem ter levado à sua escolha.

Foto: Reprodução/Onçafari

A onça-pintada é considerada o maior felino do continente americano e apresenta uma coloração amarelo-dourado com pintas pretas espalhadas pela cabeça, pescoço e patas. As suas rosetas, ou pintas, ganham destaque nos ombros e costas, sendo uma forma de 'disfarce' na floresta, pois proporcionam uma camuflagem para realizar ataques estratégicos.

"Sua estrutura muscular propicia um corpo muito ágil e flexível como uma excelente 'atleta de futebol'. Podemos afirmar que ela é um animal territorial, portanto defende seu território como um bom 'zagueiro' que não permite a progressão de outro adversário dentro de seu território. A camiseta da seleção acaba se aproximando da espécie por suas características de força e inteligência",

comparou Rogério.

O animal pode pesar até 135 kg e possui uma grande força muscular. Por ser um animal carnívoro, o seu comportamento é caracterizado como solitário.

"A onça-pintada se agrupa ou busca a parceira apenas no período reprodutivo e o macho possui mais de uma fêmea em seu território. Com humanos as onças sempre serão evasivas, evitando ao máximo a aproximação. A título de curiosidade a mordida de uma onça-pintada é excepcionalmente forte em relação aos demais felinos do mundo, ou seja, a onça-pintada é campeã de força", ressaltou o especialista. 

Camiseta da Seleção Brasileira. Foto: Reprodução/ Nike

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) declarou que a roseta da onça-pintada na camiseta da Seleção Brasileira é uma homenagem à "coragem e cultura de um povo que nunca desiste". Quando a instituição divulgou a roupa, afirmou que era inspirada "na garra e beleza" do bicho, que pode ser visto em quase todos os biomas brasileiros.

Por ser um mamífero felino silvestre de grande porte, a onça-pintada possui um osso hioide que a permite esturrar e rugir, assim como os leões, tigres, leopardos, enquadrados como grandes felinos. Esse som é um dos fatores que os diferencia dos felinos de pequeno e médio porte, como os gatos, que miam.

"Por estar no topo da cadeia alimentar, o animal predador com alimentação carnívora domina ecossistemas controlando animais herbívoros. Como predador ela é muito meticulosa e planeja seus ataques, portanto encontros casuais com humanos, seres vivos que não fazem parte de sua lista alimentar, ela vai se evadir sempre rapidamente para evitar conflitos", explicou Rogério. 

Foto: Clarissa Bacellar/Portal Amazônia

Ataques

Assim como o atacante é uma figura importante no campo de futebol, a onça-pintada é uma atacante nata. No entanto, através da publicação do artigo científico oriundo da pesquisa 'Ataques de onças a humanos na Amazônia brasileira: uma análise na perspectiva de uso e ocupação do solo', sob a coordenação da engenheira florestal Fabricia Reges Ferreira, em parceria com Rogério Fonseca, foi revelado que a onça-pintada é o grande felino com a menor taxa de ataques aos humanos se comparado aos demais felinos espalhados pelo mundo.

"A onça-pintada, assim como a onça parda, e todos os outros animais possuem padrões de ataques. O ataque da onça-pintada sempre ocorre na nuca, e da onça parda por esganadura da traqueia. Temos isso definido cientificamente por que nós estudamos entre 2018 e 2019, todos os ataques de onças a humanos no Brasil e no mundo, onde temos um mapeamento de comportamento padrão atômico de como ocorrem esses ataques e também o padrão do comportamento de ataque de onças a humanos", revelou o pesquisador exclusivamente ao Portal Amazônia. 

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/