Manaus 30º • Nublado
Quinta, 30 Junho 2022

Estudo aponta aumento de vulnerabilidade ambiental nas terras indígenas da Amazônia

Estudo aponta aumento de vulnerabilidade ambiental nas terras indígenas da Amazônia

Um estudo realizado pelo Centro de Ciências do Sistema Terrestre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), avaliou a vulnerabilidade ambiental de áreas de terras indígenas em relação às diferentes ameaças ambientais que afetam os territórios historicamente.

Intitulado 'Avaliação da vulnerabilidade ambiental das Terras Indígenas da Amazônia Brasileira', o estudo foi conduzido pela pesquisadora Ana Claudia Rorato Vitor, do Centro de Ciências do Sistema Terrestre do INPE, em parceria com a pesquisadora Judith Versten (Geo-information Science da Universidade de Wageningen), além dos pesquisadores Maria Isabel Escada (INPE), Gilberto Camara (INPE) e Michele Picoli (TECLIM). O resultado foi publicado na revista Environmental Science and Policy, o pioneiro ao fazer uso do referencial teórico sobre vulnerabilidade do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC).

As ameaças ambientais são definidas como os processos ou atividades que contribuem para a degradação ambiental e reduzem a integridade ambiental desses territórios, que são: desmatamento de corte raso, a degradação florestal, ocorrência de incêndios florestais; presença de atividade de mineração, atividades de pecuária e agricultura de grande escala e a proximidade de rodovias.

O Estudo aponta aumento de vulnerabilidade ambiental nas terras indígenas da Amazônia.

"Nossos resultados sugerem uma tendência de aumento de exposição (externa) e sensibilidade (interna) a ameaças ambientais para a maioria dos territórios indígenas da Amazônia após 2010. Entre 2011-2019 cerca de 73,9% de todas as terras indígenas estavam mais expostas e 64,8% mais sensíveis a ameaças ambientais em relação ao período de 2001-2010. Isso pode ser explicado pelo fato do período de 2010 até os dias atuais ser caracterizado pelo protagonismo reduzido por parte do Governo Federal. Após o desmantelamento das políticas de fiscalização, a mineração ilegal e a exploração de madeira em terras indígenas expandiram significativamente nos últimos anos e representam uma grande ameaça ao meio ambiente e aos povo indígenas da região",

destaca a pesquisadora Ana Rorato.
Foto: Reprodução

As ameaças afetam de forma indireta ou diretamente a integridade ambiental desses territórios, tanto no interior quanto na sua área de entorno. Os resultados mostram que as ameaças ambientais que ocorrem dentro dos territórios indígenas são as mesmas que ocorrem em seu entorno, evidenciando a necessidade de políticas públicas voltadas para impedir tais práticas.

As Terras Indígenas da Amazônia e os territórios abrigam a maior população de povos indígenas do mundo e tem enfrentado pressões internas e externas, sendo as ameaças ambientais mais importantes que aqueles relacionados à redução da cobertura florestal, como desmatamento, degradação e incêndios florestais, assim como a facilidade de acesso por estradas e atividades econômicas, como extração de madeira, mineração, agricultura e pecuária. 

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 30 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/