Manaus 30º • Nublado
Quinta, 01 Dezembro 2022

Cumaru

Sementes de cumaru. Foto: Reprodução/Coopaflora
O cumaru (Dipteryx odorata) é uma planta que ocorre na região amazônica, desde o Estado do Acre até o Maranhão, na floresta pluvial de terra firme e de várzea. Possui diversos nomes populares: Cumaru-ferro; cumarurana; cumaru-verdadeiro; cumaru-amarelo; cumaru-de-folha-grande; muimapagé; champagne; cumaru-do-amazonas; cumaruzeiro; cumbaru; cumaru-de-cheiro, mas é internacionalmente conhecida como baunilha brasileira.

Da classe Dicotiledônea, família das Fabaceae, é uma planta Perenefólias, Ciófita, indiferente quanto as condições de solo,  exclusiva da floresta pluvial Amazônica. Apresenta frequência elevada, porém um tanto descontinua e irregular ao longo de sua ampla área de ocorrência. Produz anualmente abundante quantidade de sementes viáveis, amplamente disseminadas pela fauna.

Chega até 30 metros de altura, com tronco de 50-70 cm de diâmetro. Sua casca é pouco espessa, rugosa e descamante em placas irregulares. As folhas são alternas e as flores perfumadas. O fruto é ovalado, fibroso e esponjoso, contendo uma única semente. Floresce todos os anos durante os meses de agosto-setembro. Os frutos amadurecem em janeiro-fevereiro. É uma planta muito resistente ao ataque de cupins e de fungos apodrecedores.

As castanhas, ou sementes, são comestíveis e muito procuradas por roedores. Um quilo de frutos contem aproximadamente 83 unidades e 245 sementes verdadeiras, muito utilizadas na culinária brasileira.

*Com informações da Embrapa Agrossilvipastoril

Veja mais notícias sobre Amazônia de A à ZC.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/