Pela janela de casas de ribeirinhos no Amazonas, exposição fotográfica revela vida no interior

O olhar é a paisagem nos registros da nova exposição do fotógrafo amazonense Edson Keiroz. Intitulada ‘Paisagem da janela‘, a mostra retrata o dia a dia de moradores de comunidades ribeirinhas que, das portas e janelas de suas palafitas, observam o desenrolar da vida em meio ao cenário de rios e floresta. A exposição inicia nesta sexta-feira (31), a partir das 17h, na Galeria do Largo, no Centro de Manaus.

Foto: Edson Keiroz/Cedida

A exposição ficará em cartaz até o dia 31 de maio, com visitação gratuita, de terça-feira a domingo, das 13h às 19h. Na abertura da exposição, será servido um coquetel ao som do músico regional Eliberto Barroncas.

Nas 40 fotografias em cores que compõem a mostra, Edson Keiroz retrata cenas comuns da vida nas comunidades do rio Abacaxis, na divisa dos municípios de Nova Olinda do Norte e Borba. No registro do olhar de uma mãe que repara os filhos brincando no quintal ou das crianças que acompanham as mães lavadeiras à beira do rio, as imagens levam o espectador a perceber a Amazônia do ponto de vista dos moradores da região.

“Busquei resgatar o lado simples do cotidiano dessas pessoas a partir de seus olhares, como se eu me revestisse do eu lírico deles, na primeira pessoa. Meu trabalho tem um pouco desse fator poético e da simplicidade do ribeirinho”, declara o fotógrafo.

O projeto da nova exposição de Keiroz surgiu em meio às frequentes viagens do fotógrafo pelo interior do Amazonas, cujos cenários ele vem registrando há muitos anos.  “Sempre fotografei muitas paisagens, e aqui e ali essas cenas foram acontecendo: uma hora eu fotografava uma lavadeira, outra, um ribeirinho, e por aí vai”, conta ele.

Foto: Edson Keiroz/Cedida

O fotógrafo tomou registros feitos há mais de dez anos como ponto de partida para o novo ensaio. “Na exposição, há três fotografias que fiz numa viagem em 2006. Mesmo não tendo sido feitas na ocasião com esse intuito documental, foram essas fotografias o ponto de partida para esse atual trabalho”, explica o fotógrafo. As demais imagens da mostra, segundo ele, foram feitas entre o ano passado e o início deste ano.

As fotografias de ‘Paisagem da janela’, que tem curadoria do fotógrafo Carlos Navarro Infante, guardam ainda uma interação entre si, dando conta de narrar um enredo bem típico do caboclo. A partir da observação das cenas inusitadas e alegres ambientadas nas comunidades à beira dos rios amazônicos, as imagens convidam o visitante a uma reflexão sobre a forma simples e bela de enxergar a vida.

Trajetória

Nascido no Paraná da Eva, entre os municípios de Manaus e Itacoatiara, Edson Keiroz iniciou sua trajetória artística há 25 anos, como pintor autodidata, produzindo telas de cunho hiper-realista. A proximidade desse estilo com a imagem real o levou a investir na fotografia como suporte para seu trabalho, e a partir daí ele passou a viajar pelo interior fotografando rios, lagos e igarapés, para servir de base a suas pinturas.

Foto: Edson Keiroz/Cedida

Graduado em Publicidade pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), Keiroz participou de diversas exposições individuais e coletivas, exibindo seu talento tanto na pintura quanto na fotografia. Nos últimos anos, vem se dedicando principalmente a essa última, numa transição iniciada com a mostra “Vidas ribeirinhas” (2006), em que reuniu pinturas em cores e fotos em P&B. A exibição seguinte, “Rios da minha aldeia” (2016), foi sua primeira composta exclusivamente por fotografias.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Nas curvas do tempo com Luiz Antony

Toda nova geração, especialmente aquela que imigra para nosso estado, e, é o caso de Luiz Antony, forja novos padrões, valores e atitudes sobre a vida e a sociedade em que se estabeleceram.

Leia também

Publicidade