Antônio critica Marcos e defende Manoel: ‘iria pra porrada com ele’

A discussão entre Marcos e Manoel, por conta das brincadeiras do castigo do Monstro no Big Brother Brasil (BBB 17), ainda está dando o que falar. Antônio, que disputou a permanência com o irmão gêmeo, afirmou, em entrevista ao site oficial do programa, Gshow, que se estivesse dentro da casa, o desfecho teria sido outro.

Irmãos foram os primeiros a entrar na casa. Foto: Reprodução/Twitter-antoniorafask
“Eu iria pra porrada com ele”, disparou o promotor de eventos. O castigo do Monstro, dado pelo Anjo Daniel a Marcos e Ilmar, tem a missão de trolar os brothers. Alguns confinados, como Manoel, saíram do sério. Antônio acredita que as brincadeiras estavam boas até este sábado, quando, na opinião dele, Marcos e Ilmar passaram do limite.

“Depois, levaram tudo para o lado da maldade e ficaram em cima do meu irmão, até que ele se estressou”. Antônio defende que qualquer um no lugar do irmão teria a mesma reação. “A partir do momento em que você está num ambiente e você tem que conviver com outros tipos de pessoas, tem que respeitar o espaço do outro. O Marcos quis aparecer”, declara. Saiba mais no iBahia.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

A realidade da Reserva Legal na Amazônia e o Projeto de Lei 3334/2023

As Reservas Legais, juntamente com as APPs, desempenham um papel essencial nesse contexto, protegendo a vegetação nativa e garantindo acesso aos benefícios proporcionados pelos ecossistemas.

Leia também

Publicidade