Manaus 30º • Nublado
Sábado, 02 Março 2024

Farinhada que promove a geografia dos sabores

A prática da produção de farinha colabora para a sustentabilidade de comunidades ribeirinhas, manutenção das tradicionais familiares, onde os gostos e as formas de fazê-la são partilhadas, produzindo a geografia dos sabores locais.

Práticas de acolhimento beneficia alunos indígenas de Porto Velho

O objetivo das práticas foi apresentar reflexões de como se deram o acolhimento, apoio e acompanhamento de alunos indígenas no processo de ensino e aprendizagem com reconhecimento da diversidade cultural.

Crianças são alfabetizadas a partir da cultura ribeirinha

O projeto nasceu da necessidade de alfabetizar as crianças numa linguagem própria deles, que tivesse na literatura essa linguagem tão característica do espaço ribeirinho.

Consequências da seca extrema no viver ribeirinho e no trabalho dos barqueiros

Toda essa problemática compromete a qualidade de vida e a segurança das populações ribeirinhas.

Livro infantil sobre a jiboia: levando a Amazônia para o imaginário de todos

Neste livro conto as aventuras de uma jiboia encantada, sendo um convite para conhecer o espaço amazônico ribeirinho, o convívio dos moradores com os animais e a natureza.

O estado de necessidade diante da morte

Quando partem os idosos, os guardiões das memórias desses lugares, uma comunidade empobrece de experiências, afeto, diálogos e amizade.

Livros infantis com o propósito de divulgar a Amazônia

Os livros infantis com essa temática são como as músicas regionais, que tratam da educação e consciência ambiental, ressaltando os saberes locais e perpetuando a nossa cultura.

Conheça o festival que acontece há mais de 50 anos na Amazônia: Festival Cultural de Nazaré

A 55ª edição do Festival ocorrerá nos dias 28 e 29 de julho, sendo uma extensão dos Festejos religiosos na comunidade de Nazaré, localizada no Baixo Madeira em Porto Velho.

Cai N'água: condição precária de cidadania

O passageiro idoso, com dificuldade de mobilidade, precisa transpor uma tábua de 30cm para chegar ao destino almejado, por exemplo, mostrando que ao longo dos anos ações voltadas para a melhoria da acessibilidade não chegaram no espaço ribeirinho.

O capim que reluz como ouro

"Ouro tocantinense" é transformado em belos artesanatos por meio das mãos habilidosas de mulheres artesãs das comunidades quilombolas.

O voluntariado ajuda a salvar vidas na Amazônia

Quando se auxilia os outros, auxilia a si mesmo.

São Sebastião: guerreiro das matas

São Sebastião é uma das luzes mais fortes que temos na área espiritual.

Castanha-do-brasil: sabores, tradições e cuidados

É preciso promover cada vez mais a adoção de boas práticas que possam oferecer mais segurança e manutenção dessa atividade tradicional que fortalece a identidade dos povos da floresta.

Sem transporte escolar fluvial, como pensar em sociedade igualitária?

O transporte escolar fluvial na Amazônia apresenta um aspecto muito forte de invisibilidade política e social.

'Narradores das Barrancas': livro destaca cosmovisão dos encantados na Amazônia

O livro 'Narradores das Barrancas: histórias que povoam o imaginário amazônico' é fruto de pesquisas e viagens.

Livro destaca trajetória de pesquisadores pioneiros em saúde pública em Rondônia

A saúde que temos hoje, as pesquisas que hoje desenvolvemos no campo da Saúde Pública, refletem o engajamento de gente pioneira.

Invisibilidade das pautas ribeirinhas nos discursos e debates políticos em tempo de eleição

Conheça as pautas sociais que ficaram de fora dos planos de governo de muitos candidatos nessa eleição de 2022.

Arte dedicada ao Feminismo por Gilson Castro

Como artista eclético, Gilson Castro produz uma arte com olhar universal, valorizando a sensualidade feminina, a leveza, os traços e a suavidade em relação aos contrastes com a dureza do dia a dia da vida do ser humano.

O pioneirismo do rádio no Brasil e a comunicação que transforma a Amazônia

A obra Epopeia Rondônia estará disponível para votação online, no período de 5 a 25 de setembro, no site da ABERT e o finalista estadual terá sua obra exposta no Museu Nacional de Brasília.

Abate de jacarés no Lago do Cuniã

O projeto tem uma importância muito grande, não somente pela questão do dinheiro, mas pela segurança do pescador e com garantia de retorno à sua família sem nenhum risco.