Pitaya: fruta que ganha cada vez mais popularidade no Amazonas tem alto valor nutricional

A pitaya oferece uma série de benefícios de saúde que, juntamente ao seu sabor, fazem dela uma boa alternativa para os agricultores do Amazonas.

Uma fruta cuja popularidade apenas cresce no Estado do Amazonas, a pitaya oferece uma série de benefícios de saúde que, juntamente ao seu sabor, fazem dela uma boa alternativa para os agricultores do Amazonas. 

Tanto a polpa quanto a casca da pitaya são ricas em polifenóis, que têm ação antioxidante e contribuem no combate aos radicais livres. Além disso, a casca possui um fitoquímico, que exerce a função de impedir o crescimento de células que podem causar o câncer. Por outro lado, as sementes colaboram para o bom funcionamento do estômago e do intestino.

Pitaya ganha cada vez mais popularidade no Amazonas – Foto: Idam/Ivy Marcelle

Do ponto de vista nutricional, o consumo diário de uma porção, 100 gramas da fruta in natura, é o mais indicado para se extrair ao máximo os seus benefícios. A fruta é de baixa caloria, tendo cerca de 45 calorias a cada porção.

A nutricionista Deisy Souza dá três motivos para ter a fruta como uma opção, desde introdução alimentar a aliada no tratamento do câncer.

“Pitaya é rica em vitamina A e C, que fortalecem os sistemas imunológicos. Contendo bastante ferro em sua composição, ajuda a prevenir e tratar a anemia. E, por fim, há a presença de fósforo, cálcio e magnésio, que agirão no fortalecimento dos ossos”, enfatiza Deisy.

Bem-estar 

A pitaya – também chamada fruta-do-dragão, em razão da casca composta de escamas – possui ainda betalaínas, espécie de pigmento presente em diferentes cores em flores e frutos, e que são um forte antioxidante natural, combatendo radicais livres, responsáveis por doenças degenerativas e o envelhecimento e morte celular.

Para pacientes como Cintia Lopes, a fruta auxilia também no bem-estar e ameniza as sensações que o câncer de mama traz. 

“Passei a fazer a ingestão da pitaya ainda no tratamento do câncer de mama. Sentia minha pele mais hidratada e com um aspecto mais corado, mais energia ao longo do dia e um sistema digestivo mais funcional. Recomendo, sim, associado à uma dieta balanceada, o uso de pitaya como uma forte aliada ao tratamento de câncer”

aponta Cintia.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Professor amapaense vence prêmio nacional de fotografia

Foto da estrutura interna e a composição de uma colônia de formigas venceu a 13ª edição do Prêmio Fotografia – Ciência e Arte, do CNPq.

Leia também

Publicidade