35 vagas para vestibular do curso Tecnologia em Aquicultura são ofertadas no Campus Amajari em Roraima

Para os candidatos com dificuldade de acesso à internet, o Campus Amajari vai disponibilizar, durante o período de inscrição (exceto nos finais de semana), um local com acesso à internet para a efetivação das inscrições, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h.

ãoO Campus Amajari do Instituto Federal de Roraima (IFRR) publica edital referente ao Vestibular 2020.2, com 35 vagas para o curso superior de Tecnologia em Aquicultura. As inscrições gratuitas ocorrem até o dia 15 de dezembro de 2020 acessando esta link.

Para os candidatos com dificuldade de acesso à internet, o Campus Amajari vai disponibilizar, durante o período de inscrição (exceto nos finais de semana), um local com acesso à internet para a efetivação das inscrições, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Das 35 vagas, 9 serão para ampla concorrência, 2 para pessoas com deficiência e 24 para ações afirmativas. Com duração de três anos, as aulas devem ocorrer no período vespertino. A lista preliminar de inscritos será divulgada dia 16 de dezembro apenas na página do Instituto Federal Roraima (Campus Amajari).

Foto: Reprodução/ IFRR

Caso haja qualquer inconsistência na confirmação da inscrição, o candidato deverá entrar em contato com a Comissão Permanente de Processos Seletivos e Vestibulares (CPPSV) do Campus Amajari por e-mail (cpps.amajari@ifrr.edu.br) apresentando a documentação pertinente no período 16 e 17 de dezembro de 2020.

A prova será aplicada em etapa única, dia 20 de dezembro de 2020, das 14h às 18h, no Campus Amajari, na Rodovia Antonino Menezes da Silva, Km 03, Município do Amajari (RR). A aplicação da prova seguirá todos os protocolos de biossegurança da Covid-19 e os candidatos, obrigatoriamente, terão de usar máscara. Serão seguidas todas as medidas de higienização do espaço físico.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Pesquisa realizada no Amazonas reduz contaminação e aumenta agentes de defesa da banana

Os testes constataram que o ozônio aumentou o tempo de prateleira das bananas de 7 para 14 dias, em temperatura ambiente, dois dias a mais do tempo superior ao fungicida comercial.

Leia também

Publicidade