Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 02 Dezembro 2020

Como você define a sua prioridade?

"Momentos de desespero pedem medidas desesperadas" uma tradução literal de uma das mais famosas frases de Shakespeare. Frase essa que cabe muito no momento em que a população mundial enfrenta uma crise como poucas vezes se viu.

Os impactos econômicos já são evidentes, há quem diga que "2020 já era, pode vir 2021 logo". Falando do cenário doméstico, o PIB que era para ser positivo, tende a ser negativo. Tem banco grande prevendo um cenário de até -6% de PIB nesse exercício.

E, nas horas de necessidade em que entramos do túnel de escassez, temos que fazer escolhas mais inteligentes e definir nossas prioridades. Não apenas para resolver um problema pontual e imediato, mas para garantir a nossa sobrevivência.

(Foto: Pixabay)

Sempre que penso em necessidade, prioridade e temas correlatos, lembro da Pirâmide Maslow que também é conhecida como hierarquia de necessidades. Para encurtar a história, Maslow foi um pesquisador que, dentre outras coisas, estudou as condições necessárias para que os indivíduos alcançassem a satisfação pessoal e profissional.

A pirâmide tem 5 andares, na seguinte ordem (de baixo para cima):

  1. Necessidades fisiológicas: aqui estão as despesas com alimentação, água, moradia, sexo e fatores básicos de sobrevivência;
  2. Necessidades de segurança: estabilidade, proteção patrimonial, proteção física e assistência em caso de doença;
  3. Necessidades de relacionamento: aqui entra o aspecto social, pertencimento a grupos e entidades. Amizade, intimidade e família;
  4. Necessidades de estima: Podemos chamar de reconhecimento de potencialidades. Autoestima, respeito, confiança e conquista.
  5. Necessidades de realização pessoal: essa, a parte mais complexa pois envolve muito esforço de autoconhecimento. Não é fácil ter a certeza de se tornar bem-sucedido e de reconhecimento.


Bom, listados os degraus da pirâmide, é hora de fazermos o estudo sobre nossas despesas e como elas estão dispostas em cada categoria. Assim é mais possível entender nossas necessidades e, por fim, definir as prioridades.

O caminho é fazer aquela boa e honesta lista de gastos. Lembrando que o registro de despesas deve ser um ato contínuo, não apenas nessas horas de pressão orçamentária. Com a lista é possível mensurar impactos e identificar o que está errado.

Certamente, essa é a hora de mudar alguns hábitos e comportamentos para focar no aspecto mais básico da "sobrevivência". Principalmente para quem já tem sentido um baque na geração de renda.

Escolher bem nossas prioridades e supri-las na medida correta é um desafio. Pontualmente, o momento é ímpar para quem precisa alterar rotinas financeiras. Foque nas despesas indispensáveis.

Vale o esforço. Defina suas prioridades e passe pelo deserto. Esse é o jeito baré de empreender. 


O conteúdo do texto é de inteira responsabilidade do(a) autor(a) e não reflete, necessariamente, a posição do Portal Amazônia.

Veja mais notícias sobre O Jeito Baré de Empreender.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 02 Dezembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/