TCE nega pedido do MPC sobre suspensão do reajuste da tarifa de ônibus em Manaus

MANAUS – O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) negou o pedido do Ministério Público de Contas (MPC) do Amazonas que requeria a suspensão do reajuste da tarifa de ônibus em Manaus. A conselheira Yara Lins estipulou, nesta quinta-feira (2), o prazo de cinco dias para que a Prefeitura e a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) apresentem defesa para o levantamento apontado pelo MPC.Foto: Frank Cunha/G1-AM

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Nova atração para aventureiros: Parque do Utinga, no Pará, oferece passeio de canoagem

Cada grupo de visitantes é acompanhado por pelo menos dois condutores habilitados e a capacidade máxima é de 12 pessoas por grupo.

Leia também

Publicidade