Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 26 Novembro 2020

Prazo para pedir 2.ª via do título eleitoral encerra nesta quinta-feira

Prazo para pedir 2.ª via do título eleitoral encerra nesta quinta-feira
Os eleitores têm até quinta-feira, 27 de setembro, para requerer a segunda via do título e votar nas Eleições Gerais deste ano. É o que prevê a legislação, quando afirma que o documento pode ser emitido até 10 dias antes do pleito.
Foto:Reprodução
O procedimento só precisa ser feito por quem quer ter em mãos o título impresso. Entretanto, O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) lembra que já existe a possibilidade de obter o documento na versão digital, a qualquer tempo, por meio do download do aplicativo e-Título, disponível nas lojas da Apple Store e Google Play.

O TRE-AM ressalta ainda que o título não é necessário para votar, mas ajuda bastante no momento de identificar a seção eleitoral. Caso o eleitor não tenha o documento, pode consultar o local de votação pelo site do TRE-AM.

Desde o dia 10 de maio, a Justiça Eleitoral disponibiliza aos eleitores apenas o serviço de quitação eleitoral. As principais operações de alistamento, transferência, atualização de dados biométrico só voltarão a ser realizadas após a abertura do cadastro eleitoral, em 05 de novembro. A certidão ainda pode ser emitida on-line, desde que o cidadão não tenha nenhuma pendência, como por exemplo, multas.

Multas devem ser pagas por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) emitida pelo cartório eleitoral e podem variar de R$ 1,05 a R$ 35,14.

Outros documentos

O título de eleitor não é o único documento que possibilita a participação nas eleições. O eleitor pode se apresentar à mesa de votação trazendo consigo qualquer documento oficial com foto, como a carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de motorista ou o passaporte, por exemplo.

O cidadão cuja inscrição eleitoral estiver em situação regular tem como alternativa ao título de papel a versão digital do documento, que pode ser obtida gratuitamente por meio do aplicativo e-Título.

O e-Título também serve como documento de identificação do eleitor caso ele já tenha feito o recadastramento biométrico. Isso porque a versão digital será baixada com foto, o que dispensa a apresentação de outro documento de identificação no momento do voto.

O aplicativo informa o local de votação e, por meio de ferramentas de geolocalização, guia o usuário até sua seção eleitoral. Além disso, ele também oferece serviços como a emissão de certidões de quitação eleitoral e negativa de crimes eleitorais.

O local de votação também pode ser conhecido no portal do TSE, por meio da seção Serviços ao eleitor > Título de eleitor > Título e local de votação. A consulta pode ser feita pelo nome do eleitor ou número do título, data de nascimento e nome da mãe.

Os eleitores que perderam o prazo final do alistamento, no dia 9 de maio, não poderão votar nas Eleições de 2018. Essa foi a data-limite para requerer inscrição eleitoral, transferência de domicílio, alteração de título eleitoral ou transferência para seção eleitoral especial (eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida).

Os eleitores com deficiência ou dificuldade de locomoção que perderam o prazo ou pessoas que passaram a ter essa condição após 9 de maio também puderam requerer a transferência do local de votação do dia 17 de agosto até o dia 23 de agosto. 

Veja mais notícias sobre Atualidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/