Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 16 Abril 2021

Primeira Feira da Agricultura Familiar de 2021 acontece nesta sexta-feira (26)

Com o intuito de estimular o consumo de alimentos saudáveis e beneficiar pequenos agricultores locais, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado (Semas)  do Pará realiza, nesta sexta-feira (26), a primeira edição da Feira da Agricultura Familiar de 2021. O evento ocorrerá a partir das 7h, em frente à sede da secretaria.

A feira é uma ação que faz parte do Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar do Pará (Peaaf/PA), liderada pelo órgão que busca, além de estimular o consumo de alimentos orgânicos, contribuir para as diversas práticas de promoção da agroecologia e do desenvolvimento rural sustentável, fomentando a economia de diferentes grupos sociais no âmbito da agricultura familiar nos territórios rurais dos 144 municípios paraenses, principalmente no cenário pandêmico, em que muitos se viram com a renda comprometida, como menciona a coordenadora de educação ambiental da Semas, Andreia Monteiro.

"Em meio ao cenário atípico em que estamos passando, temos que seguir fomentando, apoiando e agregando esse agricultor a esse cenário para que o mesmo não tenha grandes perdas no escoamento dos seus produtos. Vale ressaltar que seguimos as orientações de saúde para que todos estejamos protegidos. Com uso de máscaras e álcool em gel para todos que participarem". 

Como em edições anteriores, haverá o trabalho de sensibilização  para não utilização de produtos de uso único, sacolas plásticas são um exemplo. Foto: Divulgação

É o que reforça Cellen do Carmo, produtora rural de Santa Isabel do Pará e que, há cerca de dois anos, participa das feiras de agricultura familiar organizadas pelo Governo do estado através dos órgãos públicos ligados a pasta rural. A jovem de 29 anos, junto da equipe formada por sete pessoas, vivem da agricultora e explica que, antes da pandemia, participavam de mais de 13 feiras, hoje são apenas três, uma perda considerável na renda familiar.

"Todas as feiras pararam e é nesse retorno do evento da Semas que vamos tirar dinheiro para pagar nossos colaboradores, combustível e outros gastos", explica do Carmo, que também conta não ter, antes desses eventos, como evacuar a produção de frutas regionais e hortaliças a qual a família é responsável no sitio Witeua, localizado dentro da comunidade Quilombola isabelense Boa Vista do Itá.

Este ano, a feira ganhou reforço nas ações sustentáveis com a instalação de um ecoponto itinerante, uma novidade fruto da parceria com Instituto Alachaster, para que a comunidade possa fazer o descarte correto dos resíduos sólidos durante a programação. Também haverá, como nas edições anteriores, o trabalho de sensibilização  para não utilização de produtos de uso único, sacolas plásticas são um exemplo, incentivando o uso de sacolas retornáveis, medida que se torna ainda mais necessária após a aplicação da lei estadual que proíbe sacolas plásticas nos grandes supermercados. Por isso, a orientação dos organizadores é que os fregueses tragam sacolas ecológicas para levar os produtos comprados.

Estarão presentes produtores do sítio Witeua do município de Santa Isabel; da Fazenda Rosana, de Mãe do Rio, no nordeste do Estado. A feira também contará com produtos artesanais Libania e sementes da Amazônia, ambos produzidos no município de Belém, onde estarão à venda aos clientes óleos e loções, cosméticos e sabonetes em barra. Tudo com preços convidativos para os compradores que moram na vizinhança da Semas e aos servidores da instituição. 

Veja mais notícias sobre NotíciasParáSustentabilidade.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 16 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/